5 fatos sobre o Pilates que você precisa saber

5 fatos sobre o Pilates que você precisa saber

O Pilates é um método desenvolvido pelo alemão, Joseph Pilates, que traz incontáveis benefícios. Além de ser muito democrático, pois é indicado para todas as idades, o método também pode ser praticado tanto por pessoas saudáveis quanto por aquelas que possuem algum tipo de limitação. Isso acontece, porque os exercícios do Pilates são flexíveis e adaptáveis a todas as condições. Por fim, o método também é excelente para pessoas em situações especiais, como a gestante e o idoso. Nesse artigo, vamos te contar 5 fatos sobre o Pilates que algumas pessoas desconhecem.

Mas antes, precisamos fazer uma importante ressalva. Para usufruir de tantas coisas boas, a única obrigação do praticante é buscar um profissional com conhecimento sólido sobre o método. A formação do professor de Pilates faz uma diferença absurda na evolução do aluno. Portanto, fique atento a isso. Nossa recomendação é que você escolha um instrutor que seja formado pela Polestar Pilates Brasil, uma escola reconhecida internacionalmente e que possui a maior carga horária em cursos de formação no Brasil. Agora vamos aos 5 fatos sobre o Pilates que você precisa saber.

1. O primeiro dos fatos sobre o Pilates é que ele nasceu de forma improvisada para tratar soldados na guerra

O Pilates é uma prática muito popular em todo o mundo, especialmente em razão de seus benefícios. Mas o que muitas pessoas não sabem é que sua história começou dentro de um campo de concentração, com exercícios criados por Joseph Pilates, para ajudar na reabilitação de prisioneiros da guerra.

Segundo os historiadores, Joseph Pilates foi preso em um campo de concentração localizado na Inglaterra, durante a Primeira Guerra Mundial, porque ele era de nacionalidade alemã. Lá, ele desenvolveu aparelhos a partir do uso das camas e molas, para tratar os prisioneiros.

O sucesso na reabilitação dos enfermos da guerra foi tão grande, que a partir daí ele evoluiu com o método, criando equipamentos mais robustos e exercícios variados.

2. Apesar de ter ficado popular com a prática por mulheres, o Pilates é poderoso para os homens

O Pilates foi criado por um homem, para a reabilitação de outros homens, como vimos no primeiro fato desse artigo. Mas, ao longo do tempo, a prática ficou mais popular entre as mulheres e os idosos. Havia um preconceito em torno na prática do método por homens, o que já vem sendo superado nos últimos anos. Cada dia, mais homens estão se tornando adeptos do método e usufruindo dos inúmeros benefícios.

Dentre esses benefícios incríveis estão o ganho de definição e força muscular; o aumento de rendimento e performance em outras modalidades esportivas; melhora do bem-estar em geral; ajuda no controle do estresse e ansiedade do dia a dia; aumenta a mobilidade e a flexibilidade; e ainda promove benefícios também no desempenho sexual masculino. Aliás, se você quer mais informações mais detalhadas sobre o assunto, temos um artigo bem completo em nosso blog sobre Pilates para homens.

3. Um importante fato sobre o Pilates é que ele aprimora o desempenho e performance de esportistas amadores e profissionais

Sim, muitos atletas profissionais hoje em dia já incorporaram o Pilates como treinamento complementar de sua rotina. A razão é simples, pois o método é capaz de desenvolver habilidades essenciais a todos os esportistas, como, por exemplo, mobilidade e flexibilidade e controle do centro de força. Além disso, o Pilates pode ser adaptado com muita eficiência para as necessidades específicas de cada modalidade esportiva. E não para por aí. O Pilates apresenta resultados excelentes tanto na prevenção quanto no tratamento de lesões. Ou seja, ele é um método realmente completo para esportistas em geral, atuando no condicionamento físico, prevenção de lesões e reabilitação.

4. Sua eficiência na reabilitação de doenças neurológicas é um dos fatos sobre o Pilates que você precisa saber

Quando a gente fala que o Pilates é um método excepcional para reabilitação, não estamos nos referindo aqui apenas às lesões musculoesqueléticas. Existem inúmeros estudos científicos comprovando a eficácia do método no tratamento de doenças neurológicas variadas, síndromes e condições especiais que afetam o sistema nervoso central e o desenvolvimento cognitivo.

Então, só para você ter uma ideia, o Pilates ajuda significativamente, por exemplo, pacientes com AVC, alzheimer, mal de Parkinson, transtorno do espectro autista, dentre tantas outras condições especiais.

5. Por fim, o Pilates demonstra eficácia no tratamento de um número imenso de condições especiais

E, claro, o método também é excelente para o tratamento de problemas diversos que afetam a saúde das pessoas, como, por exemplo:

Aqui trouxemos apenas algumas das incríveis potencialidades do Pilates. Mas, se você quer conhecer mais, é só navegar pelo nosso blog, porque temos artigos sobre temas variados envolvendo os benefícios da prática.

>> Então agora conte pra gente: no que o Pilates te ajudou? Como e por quê?

+Q Pilates, Physio Pilates, Pilates, Prática de Pilates, Revista Mais Que Pilates
Post anterior
Cresce interesse dos homens pelo Pilates
Próximo post
Exercícios com o Konnector : aprenda com o vídeo

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pin It on Pinterest

Share This