Pilates para pessoas com nanismo: saiba tudo

pilates para pessoas com nanismo

O nanismo é caracterizado pela deficiência no crescimento. Assim, a pessoa fica com uma estatura considerada baixa em relação à média da população. Normalmente o transtorno manifesta-se ainda criança, a partir dos 2 anos. Apesar de causar restrições quando ao crescimento e ao desenvolvimento físico, o nanismo não causa limitação ou deficit no desenvolvimento intelectual. Por causa da interferência na parte física, é importante que a pessoa portadora do transtorno faça exercícios físicos, que são muito benéficos para sua qualidade de vida. Nesse artigo, vamos falar dos benefícios do Pilates para pessoas com nanismo.

No Brasil, a Lei nº 7.853/89 considera deficiência física como qualquer alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano que acarrete o comprometimento da função física. Portanto, a pessoa com nanismo é considerada pessoa portadora de deficiência para a legislação nacional. O problema afeta mulheres e homens indistintamente, sem que haja um grupo de prevalência em relação ao sexo. Em relação à altura, em geral, os homens chegam a 1,45 metro, enquanto as mulheres alcançam até 1,40 metro. A expectativa de vida da pessoa com nanismo também pode sofrer uma ligeira redução.

Quais as principais causas do nanismo?

O nanismo é uma das causas que alteram o ritmo do crescimento humano. No entanto, nem todo problema relacionado a crescimento é decorrente do transtorno. Existem centenas de problemas que podem levar à limitação do crescimento. Eles vão desde questões hereditárias ao mau funcionamento do sistema neuroendócrino, passando ainda por doenças variadas, questões nutricionais e contextos ambientais. O nanismo pode ser classificado em duas categorias diferentes:

– Nanismo hipofisário ou pituitário

No nanismo hipofásico ou pituitário há distúrbios hormonais e metabólicos envolvidos. O portador de nanismo possui deficiência de produção do hormônio do crescimento (GH) ou, ainda, o seu corpo cria resistências à ação do hormônio. No nanismo hipofisário, existe uma proporcionalidade entre o tamanho da pessoa e de seus órgãos, por isso, ele também é chamado de nanismo proporcional.

O indivíduo com este tipo de nanismo pode apresentar, além da estatura reduzida, algum problema no desenvolvimento sexual.

– Acondroplasia

Por sua vez, a acondroplasia é um problema genético, mais incomum, que freia o crescimento normal dos ossos longos, como, por exemplo, o fêmur e úmero. Como o problema acelera a ossificação das cartilagens que formam os ossos, as partes do corpo do indivíduo acabam crescendo de maneira desigual.

A acondroplasia está ligada a uma mutação do gene FGFR3 no momento da concepção. Essa mutação pode ocorrer mesmo quando os pais possuem estatura normal e não há outros casos na família. O FGFR3 é um tipo de receptor importante na regulação do crescimento ósseo. Então, basta que um dos pais tenha o gene anormal, para que o filho nasça com o problema.

Os sintomas associados à acondroplastia vão além da baixa estatura. Os portadores desta versão do nanismo apresentam pernas e braços curtos em relação ao tronco; macrocefalia (tamanho da cabeça maior), com testa proeminente; mãos pequenas com dedos curtos e mais grossos; arqueamento das pernas, com pés mais largos, pequenos e planos; curvatura acentuada da coluna vertebral; mandíbula deslocada para a frente; e dentes desalinhados.

Os portadores de acondroplastia comumente apresentam comprometimento na mobilidade do cotovelo e começam a caminhar mais tardiamente, por volta dos dois anos. Também são identificados outros problemas, como obesidade, apneia, dores de coluna e constantes infecções do ouvido médio. O diagnóstico é feito com base em exames, como radiografias e ultrassonografias, além de avaliações clínicas.

Existe tratamento para o nanismo?

O tratamento para o nanismo vai depender do tipo de causa. Assim, quando o transtorno decorre de problemas na produção do hormônio do crescimento, é possível fazer a reposição dessa substância. Nesses casos, pode haver efeitos benéficos para o paciente. No entanto, é preciso que haja avaliação médica para administração do hormônio, pois existe momentos e dosagens adequados para seu uso.

Inclusive, o hormônio do crescimento é distribuído gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Porém, o paciente precisa cumprir os requisitos legais para ter direito ao medicamento. Mas não se preocupe, pois todas as informações relativas ao assunto podem ser obtidas diretamente com o médico que receitou o tratamento.

Em relação ao nanismo provocado pela acondroplastia, ainda não existe tratamento específico capaz de causar uma reversão do quadro. Os cuidados relativos a esse tipo, no entanto, exigem atenção multidisciplinar, para que o paciente tenha sua qualidade de vida garantida e não sofra tanto com as consequências causadas pelo problema. Ou seja, o indivíduo deve estar assistido por ortopedista, fisioterapeuta, endocrinologista, dentista e até por psicólogo, já que o problema pode causar interferências em sua vida social.

Importância do pilates para pessoas com nanismo

Qual a importância do Pilates para pessoas com nanismo?

A prática regular de atividade física é importante em todas as fases da vida, para qualquer pessoa que esteja apta a fazê-lo. Portanto, com os portadores de nanismo não seria diferente. E os benefícios vão muito além das conquistas na parte física. Inicialmente, a prática de exercícios melhora consideravelmente a autoestima do indivíduo portador de deficiência, por mostrá-lo o quanto ele é capaz de evoluir dentro da modalidade escolhida.

Além disso, existem inúmeros ganhos relacionados às questões psicossociais, especialmente pela construção e fortalecimento de relações e pelas constantes interações que as atividades físicas oportunizam. Mas, sem dúvida alguma, os benefícios em relação à qualidade física ganham destaque nesse contexto. Alguns exemplos são o ganho de resistência, condicionamento e força, o alívio das dores, dentre outros.

Pilates para pessoas com nanismo: maiores benefícios

benefícios do pilates para pessoas com nanismo

O Pilates tem sido uma atividade indicada para as pessoas com nanismo, por proporcionar mais conforto e facilidade na execução das tarefas do dia a dia. No caso da acondroplastia, por exemplo, que se apresenta como displasia esquelética, o Pilates oferece as possibilidades de adaptações necessárias, para que esse público possa usufruir dos benefícios do método sem risco de lesão.

O método fortalece toda a musculatura do power house, o centro de força do indivíduo. Assim, trabalha os músculos estabilizadores da coluna e os que sustentam os órgãos internos. O Pilates não fornece nenhum tipo de pressão na coluna, pelo contrário, contribui para a melhora da postura e alívio das dores.

Outro ponto importante é que os movimentos do Pilates são adaptáveis às condições e limitações de cada indivíduo. Ou seja, não haverá sobrecarga ao praticante e a prescrição do treino estará dentro do limite de cada um.

Um dos maiores problemas em relação a esse público diz respeito ao preconceito e à discriminação, pois a maioria dos espaços não é adaptado para receber pessoas com baixa estatura. Os ambientes são dimensionados e estruturados para a média padrão de altura das pessoas, o que causa inúmeros desconfortos ao portador de nanismo. Na maioria dos casos, ele precisa de ajuda para executar tarefas rotineiras, como entrar em um veículo, sacar dinheiro no caixa eletrônico, alcançar o quadro na sala de aula e até pegar mercadorias em lojas.

Muito embora a acessibilidade esteja além do que as atividades físicas podem oferecer de benefícios, a prática do Pilates facilita a execução dos movimentos, oferece segurança e controle ao portador do nanismo. Ele ganha equilíbrio, mobilidade articular, coordenação motora e muita consciência corporal. Isso, associado à melhora da autoestima, do humor e da motivação, eleva consideravelmente sua qualidade de vida em todos os aspectos.

, , ,
Post anterior
Como escolher o instrutor de Pilates
Próximo post
Diálogos +Q: Pilates clássico e contemporâneo

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This