Pilates na prevenção e tratamento da LER ou DORT

Pilates ajuda no tratamento da LER / DORT

A maioria das pessoas já ouviu falar da LER, mas você sabe o que isso significa? A sigla LER quer dizer lesões por esforços repetitivos. Portanto a LER não é, por si só, uma doença. No entanto, ela diz respeito a um conjunto de alterações no sistema musculoesquelético. São problemas que apresentam diversas manifestações em intensidades variadas, a depender da gravidade.

Dentre os problemas mais comuns, estão as tendinites, que afetam ombros, cotovelos e punhos; as lombalgias; mialgias; tenossinovites; bursites, síndrome do túnel do carpo; e até hérnias. Nesse artigo, vamos apresentar por que o Pilates é um método eficiente no tratamento da LER ou, de forma mais ampla, do DORT.

Tratamento da LER ou do DORT?

Inicialmente, é importante esclarecer a existência dessas duas siglas, que, basicamente, possuem significados próximos e, na prática, representam praticamente a mesma disfunção. A expressão DORT surgiu como substituta da sigla LER e significa Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, sobretudo por dois motivos especiais. Primeiramente, em razão do fato de que muitos trabalhadores com sintomas no sistema musculoesquelético não apresentava lesões específicas em qualquer estrutura.

Além disso, foi identificado que outras formas de sobrecargas no trabalho, além do esforço repetitivo (sobrecarga dinâmica), poderiam ser nocivas para o trabalhador. Como sobrecargas estáticas, por exemplo, estão a contração muscular para manter a postura por tempo prolongada; ou ainda o excesso de força na execução das tarefas. Ademais, também são tipos de sobrecargas capazes de causar danos ao trabalhador a transmissão de vibração excessiva por uso de instrumentos e os trabalhos que exigem posturas incorretas.

Doença ocupacional

A síndrome é considerada uma doença ocupacional, portanto, está muito associada ao desempenho de atividades no ambiente de trabalho. Assim sendo, a LER ou DORT tanto pode ser causada como agravada pela atividade laboral diária de forma repetitiva. Em razão da alta incidência do problema entre os trabalhadores o Brasil, a Sociedade Brasileira de Reumatologia, inclusive, elaborou uma cartilha informativa sobre o assunto, para esclarecer as principais dúvidas.

PIlates atua na prevensão e tratamento da LER
PIlates atua na prevensão e tratamento da LER

Sintomas e diagnóstico da LER ou DORT

Os sintomas associados à presença da LER ou DORT não são exclusivos deste tipo de síndrome. Portanto, é fundamental que o trabalhador passe por uma avaliação médica, a fim de que seja possível identificar a causa dos sintomas e se eles possuem relação com a atividade profissional do paciente.

De acordo com a literatura disponível sobre o tema, os principais sintomas da LER ou DORT são: dor, formigamento, dormência, sensação de fisgadas, pontadas ou agulhadas, redução da capacidade da força, sensação de peso ou cansaço nos membros, dificuldade de movimentação, inchaço e  desconforto. Em síntese, todos esses sintomas também podem ter relação com outros problemas, por exemplo, hormonais, ortopédicos, infecciosos, reumáticos etc.

Somente o profissional de saúde habilitado será capaz de avaliar o quadro do paciente e fornecer um diagnóstico preciso das causas de seus sintomas. 

O diagnóstico requer a adoção de uma série de procedimentos pelo profissional de saúde. Inicialmente é feita a anamnese, a fim de que se possa levantar informações sobre as queixas, comportamentos e hábitos, antecedentes pessoais, histórico familiar, anamnese ocupacional, exame físico e até uma investigação acerca da atividade profissional desempenhada pelo paciente.

A partir daí, são solicitados os exames complementares que o médico achar necessários. Comumente, a lista inclui exames de imagem, como raio-X, ultrassonografia, ressonância magnética ou tomografia. Em alguns casos, o médico também solicita a realização de uma eletroneuromiografia, para avaliar a situação do nervo.

Com os resultados em mãos, o profissional fará a análise do caso do paciente para dar o diagnóstico. Em seguida, indicará qual o melhor e mais adequado tratamento da LER para aquele caso.

Tratamento da LER ou DORT: principais terapêuticas

A terapêutica indicada para o tratamento da LER ou DORT inclui atuação multidisciplinar, com fisioterapia, terapia ocupacional, psicoterapia e medicamentos. Por isso o diagnóstico preciso é tão importante, porque vai auxiliar na escolha das medidas mais eficientes. Há casos, inclusive, que podem requer intervenção cirúrgica. 

Seja como for, nos episódios de dor aguda e nas fases mais avançadas, normalmente o paciente utiliza medicações, como anti-inflamatórios e corticoides. Além disso, é necessário recomendado simultaneamente o repouso das estruturas musculoesqueléticas que estão comprometidas.

O tratamento pode ser lento, mas é, na maioria dos casos, eficaz. Especialmente quando o diagnóstico é feito de maneira precoce, tornando o problema reversível.

Tratamento da LER inclui o Pilates
Tratamento da LER inclui o Pilates

Pilates no tratamento da LER ou DORT

O Pilates é um dos métodos de tratamento mais eficientes quando o assunto é reabilitação. Por isso, ele é indicado também como alternativa para o tratamento de pacientes com diagnóstico de LER/DORT. Inclusive, o método é também uma forma eficaz de prevenção da síndrome, para as pessoas que atuam em funções que exigem movimentos repetitivos frequentes.

O profissional de Pilates fará uma avaliação do quadro do paciente, especialmente em relação às limitações, à mobilidade articular, nível da dor ao realizar movimentos, e identificação das estruturas comprometidas. Esse conjunto de informações possibilitará ao profissional, no caso de reabilitação, traçar um plano de tratamento individualizado. 

A Polestar Pilates, escola de formação de profissionais de Pilates de referência mudial, possui em seu currículo uma abordagem de raciocínio crítico, orientando o profissional a aplicar o método Pilates com segurança para as diversas populações. Importante, portanto, quando o cliente ou paciente portador de Ler/Dort for praticar Pilates, que o profissional tenha as ferramentas para saber lidar com esta situação especial, seja para evitar machucar, no caso dos profissionais de movimento, ou para tratar a patologia, como no caso dos profissionais da área de reabilitação.

Com o processo de reabilitação, o indivíduo consegue resgatar aquilo que ficou prejudicado em sua vida, em razão do problema e/ou limitação que apresenta. Em muitos casos, a reabilitação consegue reverter o quadro, devolvendo a funcionalidade total daquela parte que apresenta limitação. Em outros casos, a proposta do trabalho de reabilitação é melhorar a condição, minimizando os efeitos da limitação. Tudo vai depender do quadro de cada paciente. 

Protocolos

O tratamento da LER ou DORT por meio do Pilates pode sugerir diversos protocolos. Nesse sentido, é possível explorar exercícios de alongamento e relaxamento das musculaturas comprometidas. Do mesmo modo, o profissional pode utilizar exercícios para mobilização articular e fortalecimento muscular. Com a melhora do quadro, o trabalho evolui para a melhora da flexibilidade, força, amplitude do movimento resistência, em busca também do condicionamento físico geral e da prevenção em relação a novas crises. 

O Pilates trabalha a correção da respiração e da postura, o que interfere diretamente na qualidade da rotina diária do trabalhador. Por outro lado, o método desenvolve a consciência corporal, fazendo com que o indivíduo realize os movimentos do dia a dia com mais eficiência e qualidade. Isso é fundamental para evitar lesões futuras. 

,
Post anterior
Physio Pilates: aparelhos de Pilates sustentáveis
Próximo post
Pilates na prevenção e tratamento da osteoporose

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This