Melhor curso de Pilates do Brasil: saiba como escolher

Studio de Pilates / Arquivo Physio Pilates

Qualificação profissional é requisito básico para conquistar o sucesso no mercado de trabalho. Diante disso, desenvolver e aprimorar habilidades devem ser uma meta constante, o que ajudará o indivíduo a alcançar posição de destaque em sua área. Para os profissionais de fisioterapia, educação física, dança e professores de técnicas e métodos de movimento afins, o universo do Pilates tem sido uma oportunidade promissora. No entanto, é preciso capacitação específica e de qualidade, para se tornar um bom instrutor. Por isso, aqui vamos reunir todas informações para você escolher o melhor curso de Pilates do Brasil

O Pilates é um método de treinamento físico e mental, que age em diversas frentes. Ele tanto promove e desenvolve o condicionamento físico e o bem-estar, quanto auxilia na performance das atividades corporais, na prevenção e no tratamento das lesões. Além do mais, o método é bastante versátil, sendo indicado para públicos variados, com praticamente nenhuma contraindicação. Por consequência, ele pode ser praticado por crianças, jovens, adultos e idosos, que tenham a saúde em dias ou que possuam limitações variadas. E o melhor de tudo, o método possibilita adaptações diversas para os públicos especiais. 

Por que ser um instrutor de Pilates?

O Pilates proporciona inúmeros benefícios. Por isso, o público-alvo do profissional que ministra aulas é imenso, aumentando as oportunidades de ganhos financeiros. O método eleva a consciência corporal do indivíduo, melhora flexibilidade, coordenação motora, postura, resistência, equilíbrio e força muscular. Tudo isso baseado nos seus princípios de respiração, controle, concentração, precisão, fluidez e centralização. Resumindo, o Pilates é um diferencial na promoção da qualidade de vida.

Agora, claro que tudo isso só será possível se você realizar um curso de formação de qualidade. Não adianta escolher o curso mais barato do mercado, só porque ele te entrega um certificado. Como instrutor de Pilates, você vai lidar com a saúde das pessoas, vai lidar com indivíduos que possuem enfermidades, doenças crônicas, limitações de mobilidade etc. Sendo assim, você precisa ajudá-los a evoluir em sua condição. Por isso, não economize na sua formação. Resumindo, invista no melhor curso de Pilates do Brasil e garanta alto nível na prestação de seus serviços. 

Quem pode ser instrutor de Pilates no Brasil?

No Brasil não existe ainda legislação específica que regule a atuação do profissional de Pilates. Estão habilitados para realizar o curso de formação os profissionais de saúde (como fisioterapeutas e educadores físicos) e de movimento (a exemplo de dança e yoga), que queiram desenvolver a técnica. Como o Pilates cuida da saúde integral do indivíduo, é importante que o profissional que vá desempenhar essa atividade tenha conhecimentos prévios sobre a ciência dos movimentos do corpo, além de uma visão de integração de todos os sistemas corporais, sem esquecer o emocional e espiritual. 

 

Como escolher melhor curso de Pilates do Brasil / Arquivo Physio Pilates

A ressalva é em relação ao uso do Pilates como método auxiliar de reabilitação. Nesse caso específico, apenas os profissionais da área clínica possuem permissão legal para atuação com foco na recuperação de funcionalidades do corpo. Com exercícios completos de baixo impacto, possibilidade de progressão gradativa em níveis de intensidade, adaptações e o auxílio poderoso dos equipamentos, o Pilates é bastante indicado e comprovadamente eficiente nesse campo.

Tanto o Conselho Federal de Fisioterapia quanto o Conselho Federal de Educação Física possuem resoluções específicas sobre a atuação com o método. Esses profissionais estão submetidos a todas as determinações de seus conselhos de classe, mesmo exercendo a atividade de instrutor de Pilates. 

Estudantes podem fazer curso de formação em Pilates?

Não existe impedimento legal para que estudantes das áreas clínica ou de ensino de movimento, façam o curso de formação em Pilates. Para se tornar instrutor, não há obrigatoriedade de diploma de nível superior. No entanto, é a partir do quinto período dos cursos de graduação que os estudantes cursam matérias que abordam as ciências do movimento fundamentais para o entendimento de ensino de movimento. 

Nunca é demais lembrar que você cuidará da saúde e integridade física de pessoas. Ou seja, você pode vir a lidar com clientes e pessoas com limitações ou necessidades especiais, que exigem cuidados e conhecimentos específicos. Pilates é um método sério, voltado para a promoção da saúde. Uma atuação negligente pode ter graves e permanentes consequências. 

Pilates Solo x Pilates com Aparelho: quais as diferenças?

Agora vamos esclarecer a diferença entre o Pilates Solo, também conhecido como Pilates MAT, e o Pilates com Aparelhos, o chamado Pilates Studio. O profissional que faz a formação em Pilates pode atuar com as duas abordagens, aproveitando o que cada uma oferece de melhor a cada aluno. O Pilates Solo reúne o grupo de exercícios que são feitos fora dos aparelhos, utilizando a resistência do próprio corpo contra a gravidade. Eles tendem a ser mais difíceis, já que não contam com a ajuda dos equipamentos. 

O Pilates nos equipamentos, como o nome já diz, é realizado aproveitando as potencialidades dos equipamentos disponíveis. O formato dos aparelhos e seus acessórios, as molas, auxiliam e facilitam a execução dos exercícios com uma organização corporal adequada e segura. Mas isso não significa que seja uma modalidade mais fácil. Se você tem uma boa formação como instrutor, poderá evoluir o trabalho sempre, criando sequências bem desafiadoras nos equipamentos. Por isso, mais uma vez, se mostra importante a qualidade da sua formação.  

Como escolher o melhor curso de Pilates do Brasil

Existem muitos cursos disponíveis de Pilates, portanto, é fundamental que você observe as peculiaridades. Analise o que ele oferece, seu diferencial em relação aos demais, como a carga horária, o tempo de existência da escola, se ela é uma escola local ou internacional. Observe a ementa, as disciplinas e assuntos que serão abordados, quem dirige a escola e qual a sua base e experiência em Pilates. Então, não tenha pressa na escolha, apenas escolha direito. A formação precisa ser teórica e prática, deve lhe dar base para prescrever exercícios e desenvolver sua capacidade para adaptá-los a públicos variados. 

1. Avalie a carga horária e o conteúdo programático

Muito embora algumas pessoas estejam ansiosas pela formação e querendo ingressar no mercado com rapidez, a carga horária é uma questão importante. A carga horária mínima que um curso de formação de instrutor de Pilates deve ter, foi definida em um mínimo de 450 horas pela PMA (Pilates Method Alliance), uma instituição criada nos EUA em 2003 para definir parâmetros de qualidade para o Pilates. Ademais, o período de duração do curso precisa estar alinhado com o conteúdo programático. Quanto mais conhecimento você acumular, mais consistente e qualificada será a sua atuação. E para quem vai lidar com a saúde, então, esse quesito é primordial.

Portanto, seja diligente na sua busca pelo centro de formação ideal. Verifique como funciona a estrutura do curso, se oferecem treinamento do nível básico ao avançado. Analise o conteúdo dos módulos, se eles contemplam as aulas para populações especiais, suas precauções e contra-indicações para o movimento.

Um tropeço cometido durante a aula é capaz de causar lesões graves e sequelas permanentes no aluno. E ainda pode colocar um ponto final na sua carreira. Portanto, analise cuidadosamente esses dois tópicos. Verifique os assuntos que serão abordados, se há equilíbrio entre teoria e prática, se você terá aulas presenciais. As aulas presenciais fazem uma diferença enorme, acredite! Invista tempo nessa etapa.

2. Escolha o mais experiente curso do mercado 

Questione sobre o tempo em que a empresa atua no segmento de formação em Pilates e quantos profissionais já formou. Esse item é um indício de que ela já teve contato com as adversidades do início da atividade e está adaptada às reais necessidades dos alunos. O diretor de currículo de uma escola de formação de instrutores/professores de Pilates, deve ter pelo menos 10 anos de experiência de ensino em Pilates segundo os parâmetros definidos pela PMA. Você está investindo tempo e dinheiro nesse projeto. Portanto, opte por uma escola que tenha bagagem no assunto, que já tenha formado outras turmas e que conserve o reconhecimento do mercado. Analise se ela não vai desaparecer em pouco tempo e lhe deixar sem referências da sua formação no mercado.

3. Pesquise sobre os professores que te darão aula

Procure informações sobre os profissionais que ministrarão as aulas, para conhecer um pouco o perfil deles. Pesquise os seus currículos e veja se eles têm tempo de experiência e bagagem suficiente para estarem agora treinando profissionais. A PMA sugere um mínimo de 5 anos ensinando Pilates para poder se tornar um Educador, um formador de profissionais.  Certamente a habilidade, experiência e conhecimento do professor vai encurtar o caminho de acesso ao seu conhecimento. Claro que dedicação e empenho são qualidades essenciais que só dependem de você. Mas ter um bom professor é um facilitador do aprendizado. 

4. Informe-se sobre o material didático

O material didático é um item de suporte. Portanto, se for de qualidade, você terá esse apoio para consultar a qualquer tempo, mesmo quando as aulas estiverem finalizadas. E mais, confira se a empresa cobra um custo adicional por ele. Não esqueça de pedir informações também sobre o conteúdo do material didático, como foi produzido, se possui embasamento científico.

5. Veja se os ex-alunos acham que o curso é o melhor

A propaganda espontânea de ex-alunos é um bom indicativo acerca da qualidade de uma formação. Você pode pesquisar na própria internet comentários de pessoas que fizeram o curso naquela escola. As redes sociais são um excelente termômetro, já que as pessoas compartilham com frequência as suas vivências. Você pode também perguntar aos colegas de profissão mais maduros e com maior conhecimento do mercado de Pilates, se possuem alguma referência sobre aquela escola. 

6. Escolha um curso de Pilates completo

Opte por uma formação que te permita progredir, que ofereça níveis de aprimoramento. Afinal, você está em busca do melhor curso de Pilates do Brasil. O básico nunca é suficiente para quem pensa em uma longa carreira de sucesso. Sendo assim, não se acomode com a formação inicial. Se o curso que você vai fazer já possui essa estrutura, com níveis avançados de treinamento, melhor ainda. Assim, você já poderá montar sua agenda de capacitação e, por exemplo, se organizar para realizar os próximos cursos e manter sua educação continuada. 

7. Pergunte à escola qual o diferencial que ela oferece

As empresas sempre vão se esforçar para enaltecer os seus pontos positivos. Com essa informação em mãos, você poderá comparar as vantagens de cada uma. Portanto, pergunte. Primeiramente, faça uma listinha com os centros de ensino que identificou, entre em contato com cada um deles. Em seguida, diga que você está em busca do melhor curso de Pilates do Brasil e quer saber quais os diferenciais que aquela escola oferece. 

Você sabia que a Polestar é considerada o melhor curso de Pilates do Brasil?

A Polestar é uma escola internacional de formação de instrutores de Pilates com mais de 30 anos de experiência no Brasil e mais de 40 nos EUA. Ela está presente em todos os continentes e é uma referência internacional. A Polestar foi a pioneira em todo mundo na elaboração de um currículo voltado para a aplicação do Pilates na prevenção, reabilitação e pós reabilitação. Além disso, sua metodologia de ensino é inovadora, com foco em três pilares: qualidade, consistência e aprofundamento constante, todos embasados no que há de mais atual em ciências do movimento e nas referências históricas deixadas pelo mestre Pilates, Clara Pilates e os Elders, seus discípulos e os responsáveis pela manutenção do seu legado. 

Ainda mais, a escola oferece um plano de desenvolvimento profissional completo, com uma carga horária de peso que pode chegar a mais de 800 horas no nível sênior, lhe diferenciando no mercado. Diferente de muitas escolas de Pilates, a hora aula na Polestar é de efetivamente 60 minutos. 

 

Polestar: melhor curso de Pilates do Brasil / Arquivo Physio Pilates

E você pode planejar sua formação dentro do seu orçamento e disponibilidade de tempo, ir fazendo ao longo de meses ou anos, cumprido com cada etapa de cada nível e investir uma vez só, gradativamente, numa formação completa, séria, consistente e sólida.

Presente fisicamente em vários países do mundo, através de seus licenciados, a Polestar oferece apoio de uma comunidade internacional, onde existe mais demanda do que oferta por profissionais diplomados pela Polestar Pilates. Um verdadeiro passaporte para os que sonham em morar e trabalhar no exterior. 

O material didático ilustrado é gratuito, e além deste material impresso, a plataforma de educação da Polestar oferece uma gigantesca biblioteca de vídeos, palestras, artigos, aulas e workshops com profissionais das mais diversas nacionalidades, para que você não pare de se aprofundar e se manter atualizado, mesmo depois de concluir uma certificação verdadeiramente válida e reconhecida internacionalmente

Para completar, ao realizar o curso de formação da Polestar Brasil, o profissional ganha descontos especiais em todos os acessórios e aparelhos comercializados pela Physio Pilates

Como montar um estúdio de Pilates?

Agora que você já está consciente do quão é importante escolher e investir na melhor formação de Pilates do Brasil, já pode até pensar na possibilidade de abrir seu próprio estúdio de Pilates. Antes de tudo, lembre que investir no próprio negócio requer muito planejamento e organização. A princípio, você precisa seguir etapas importantes, que serão fundamentais para o sucesso do negócio. 

As etapas vão desde a escolha do bairro até, passando pelo levantamento dos custos, até o momento de abrir efetivamente o seu espaço. Cada etapa merece ser cumprida com muita atenção, para garantir o sucesso no final. Pensando nisso, preparamos um artigo supercompleto, te orientando nesse processo. Desta forma, você poderá investir no seu estúdio com a cautela que a decisão exige. 

, , , ,
Post anterior
Polestar Brasil oferece melhor formação em Pilates
Próximo post
Como divulgar um estúdio de Pilates? Saiba tudo aqui

Mais Posts:

1 Comentário. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This