Como melhorar o comando verbal no Pilates

Comando verbal para turma pilates

Comando verbal é a orientação repassada por meio de palavras, de forma clara, a fim de que o ouvinte compreenda a mensagem e a reproduza com uma ação motora. O comando verbal no Pilates sempre foi fundamental. Mas nesse período de surgimento das aulas online e de óbices ao contato físico ele é ainda mais necessário. Por isso, reunimos aqui algumas dicas para você impulsionar o seu comando verbal e tornar suas aulas ainda mais dinâmicas.

Mas por que preciso melhorar o comando verbal no Pilates, se eu posso optar pela demonstração do exercício?

Essa é uma questão muito pertinente e debatida. Por que escolher o comando verbal em vez de fazer a demonstração prática para o aluno? Primeiramente, ao demonstrar o exercício você terá contato físico com o aparelho e precisará higienizá-lo antes de seu aluno usá-lo. Isso demanda tempo e trabalho extra e desnecessário.

Mais importante ainda que isso é relativo a eficiência de ambos os métodos de orientação. Quando você executa o exercício, automaticamente você oferece ao aluno um padrão a ser seguido. Ou seja, você cria uma comparação. O aluno vai querer reproduzir aquilo que você fez, do jeito que você fez.

Nossos alunos precisam investigar e descobrir nossas próprias estratégias de movimento, uma vez que o corpo de cada um é diferente e a eficiência do movimento é particular e depende de competências exclusivas de cada corpo.

Ocorre que algumas pessoas possuem limitações, outras encontram-se em níveis diferentes. A tentativa de reprodução do movimento pode criar uma frustração no aluno ou pode até não ser segura. Ele pode se sentir incapaz e pensar que o método não foi feito para ele. Ele pode, inclusive, se machucar ou desistir do Pilates. Por sua vez, um  comando verbal bem feito, fará com que seu aluno execute o movimento da melhor forma que ele é capaz.

Resumindo, um bom comando verbal pode ser muito mais eficiente do que o estímulo visual causado pela demonstração. Pense nisso! Mas agora vamos às dicas para te ajudar a criar comandos verbais realmente eficazes.

1. O comando verbal no Pilates fica mais fácil, quando você também treina

Se você treina com frequência, fica muito mais fácil ajustar o comando verbal no Pilates. Assim, você passa a compreender o movimento de outra forma, de maneira prática, você passa a ter mais propriedade sobre o exercício e sua condução. A partir do momento em que você mesmo executa o exercício, fica mais simples desenvolver uma linguagem oral que represente aquele movimento com objetividade, clareza e simplicidade.

Além disso, ao treinar o exercício, você adquire experiência prática no passo a passo necessário para construí-lo. Dessa forma, você vai arquitetar o rascunho do seu próprio caminho para chegar a uma execução mais eficiente. Certamente, isso vai ajudar na forma como você vai explicar o movimento para o aluno.

Por fim, se você treina, você passa muito mais segurança na orientação de seus alunos. Porque você vai ter mais contato com as partes simples e com as complexas do movimento. E você vai conseguir passar a confiança que seu aluno precisa, para saber que está sendo atendido com a consistência e atenção que ele precisa.

2. Utilize uma linguagem acessível

A comunicação entre você e seu aluno só será eficiente, se sua mensagem for compreendida por ele. Não adianta você entender o que está dizendo. No comando verbal no Pilates, o fundamental é que ele consiga transformar em movimento o que você diz com palavras.

Por isso, escolha as palavras certas. Na dúvida, evite termos técnicos e específicos demais. Opte por utilizar uma linguagem mais comum, acessível. Assim, escolha palavras que sejam cotidianas na hora de criar os seus comandos.

Se você adota um vocabulário simples, a chance de seu aluno te entender cresce consideravelmente. Além disso, você pode criar algumas associações, para que ele te entenda melhor. Ou seja, exemplificar o exercício com base em outros movimentos comuns.

3. Observe seu aluno, a ponto de conhecê-lo o melhor possível

Seus alunos são diferentes, possuem histórias de vida e experiências distintas. Por isso, o vocabulário e a forma de compreensão deles também serão distintos. E o que isso quer dizer? Que o mesmo comando verbal pode ser eficiente para um aluno, mas totalmente improdutivo para outro.

Aluna de pilates realizando alongamento durante aula online

Ajuste o seu comando verbal no Pilates

 

Por isso é tão importante conhecer o aluno, ouvi-lo, dar atenção à forma como ele se comunica verbalmente. Dessa forma, ficará mais fácil adaptar ou, se necessário, modificar os comandos verbais. Lembra o que falamos anteriormente? A comunicação entre você e ele só funcionará se ele compreender o que você diz.

4. Sinta-se livre para criar associações e metáforas

Pessoas debatendo sobre comando verbal no pilates

Comando verbal no Pilates otimiza as aulas

 

Você pode fazer diversas comparações em seus comandos verbais, é só usar a criatividade. É possível exemplificar o exercício para o aluno usando imagens, sensações e até outros tipos de movimentos cotidianos. Estas imagens são comprovadamente mais eficientes na conquista da qualidade do movimento e da estratégia motora adequada.

5. Tenha cuidado na hora de fazer as correções

Escolha palavras que não sejam danosas nem desanimadoras na hora de fazer as devidas correções. Não faça julgamentos, porque eles podem desanimar o seu aluno. Por exemplo, não precisa dizer que o exercício é muito difícil, se você pode dizer que ele é desafiador.

Evite usar o não. A negação da palavra pode criar resistência em seu aluno, busque palavras motivadoras e estimulantes. Adote expressões, como “experimente dessa forma”, “que tal ajustar a perna/braço assim?”. Troque o “está errado” por um “vamos fazer de outro modo”.

A palavra tem poder. Portanto, os comandos verbais precisam ser assertivos e, ao mesmo tempo, empolgantes.

6. Pratique o comando verbal no Pilates

Para você dominar a técnica do comando verbal, você precisa treinar bastante. Portanto, não desanime nas primeiras tentativas, se elas não saírem como você imaginou.

Estude o assunto, faça ajustes, treine, a fim de que você possa dominar a técnica. Sabe aquele ditado que diz que a prática leva à perfeição? É por aí mesmo. Com o passar do tempo, vai ficar mais fácil para você e para seu aluno também.

, , , , ,
Post anterior
Reformer no Pilates: guia completo
Próximo post
Aula de Pilates online dá resultado

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This