10 benefícios do Pilates na terceira idade

Benefícios do Pilates na terceira Idade

Como se manter ativo na terceira idade com o auxílio do Pilates? Conheça 10 benefícios do Pilates na terceira idade

Seguindo a tendência mundial, a população brasileira conta cada vez mais com pessoas acima de 60 anos – são cerca de 30 milhões hoje –, de acordo com dados recentes do IBGE. Avanços na medicina e melhores condições de saúde têm impacto direto no aumento da expectativa de vida deste grupo, reforçando ainda mais a necessidade de cuidados adequados para quem dele faz parte. Por isso, vamos apresentar aqui alguns importantes benefícios do Pilates na terceira idade, para garantir ao indivíduo um envelhecimento saudável.

De contribuição notável em todas as etapas da vida, a prática do Pilates ganha ainda mais relevância na terceira idade, preparando o corpo e a mente para garantir maior autonomia, disposição e bem-estar na execução das tarefas do dia a dia. Assim, o indivíduo consegue superar as dificuldades que possam ser encontradas com o avanço da idade. O Pilates é um método que respeita os limites de cada um e pode ser adaptado para atender as mais variadas demandas. Então, confira abaixo 10 benefícios do Pilates na terceira idade.

1 – Aumenta o equilíbrio corporal

Essencial para que o indivíduo se mantenha firme quando está em movimento ou quando está estático, seja em pé ou sentado, o bom equilíbrio ajuda a prevenir instabilidades que podem levar às quedas. Estas são uma das grandes vilãs da terceira idade. O fortalecimento dos músculos das pernas e das costas por meio do Pilates ajuda a prevenir os temidos tombos. Portanto, oferecendo maior segurança nos movimentos executados e uma percepção mais clara e coordenada do corpo.

2 – Corrige a postura

Algumas alterações que acontecem em função do envelhecimento, como a perda de massa muscular, a rigidez articular e a dificuldade de orientação espacial em função do comprometimento da visão, podem vir a afetar a postura corporal. Desse modo, pode causar alterações, como o surgimento de corcunda, a projeção de ombros e da cabeça mais à frente e a diminuição da lordose lombar.

Todas essas alterações vão acontecendo progressivamente. No entanto, elas podem ser corrigidas ou prevenidas por meio do Pilates, com o fortalecimento e o alinhamento correto da coluna, aliado a um trabalho adequado para a melhora da consciência corporal.

3 – Aumenta a flexibilidade

Com o passar dos anos, é normal que a elasticidade corporal diminua, o que pode gerar limitações articulares e perdas no equilíbrio, na força muscular e na coordenação motora.

A prática regular do alongamento nas sessões de Pilates ajuda a aliviar o impacto negativo do encurtamento da massa muscular, reduzindo as tensões e a rigidez muscular, ativando a circulação e promovendo o aumento da flexibilidade.

Respeitando os limites que o próprio corpo indica, os exercícios de alongamento podem ser praticados diariamente, estimulando também o metabolismo e ajudando a combater inflamações.

4 – Alivia as dores

Com o tempo, é comum que nossos ossos e nossas cartilagens se desgastem, gerando dores nas estruturas comprometidas. Considerada uma atividade de baixo impacto, o Pilates trata esses problemas de forma a não oferecer riscos de causar ou agravar lesões.

Os exercícios propostos pelo método movimentam todas as articulações e músculos do corpo, aliviando tensões, garantindo uma melhor estabilidade e o desaparecimento das dores. O Pilates é também um eficaz aliado na luta contra os processos inflamatórios do nosso sistema musculoesquelético, aumentando a lubrificação das articulações e fortalecendo a musculatura abdominal e das costas.

5 – Entre os benefícios do Pilates na terceira idade está a melhora do sistema respiratório

Outro benefício da prática do Pilates é a sua contribuição para o desenvolvimento da capacidade respiratória, considerada um dos elementos-chave para executar os exercícios do método de forma correta.

Como atividades cotidianas podem se tornar mais desgastantes na terceira idade, o fortalecimento da cadeia muscular composta pelos músculos abdominais é fundamental para o controle da expiração. Nesta fase da vida, em que atos simples como subir escadas, andar médias distâncias e brincar com os netos podem causar falta de ar, cansaço e fadiga, o Pilates proporciona uma bem-vinda melhora da função pulmonar e do condicionamento físico.

6 – Ajuda a preservar o peso corporal

No processo natural do envelhecimento, é comum que o corpo apresente alterações funcionais de maneira gradativa com o avançado da idade. Por conta da perda de tecidos, especialmente de massa muscular, o corpo tende a apresentar fragilidades e vulnerabilidades não manifestadas previamente. Com o Pilates, o indivíduo fortalece a sua estrutura física, preservando sua massa magra e realizando a manutenção do seu peso saudável e ideal, ganhando mais energia para realizar as tarefas do seu dia a dia.

7 – Previne lesões

O avanço da idade pode ser acompanhado da perda de importantes capacidades funcionais. Ou seja, músculos e ossos enfraquecem aos poucos, provocando desequilíbrios que podem levar a quedas frequentes e até a lesões mais graves.

Com as aulas de Pilates, o nível de lubrificação das articulações melhora e os músculos do corpo se fortalecem e ganham maior estabilidade – especialmente nas áreas da coluna, abdômen e pelve. Assim, oferece mais segurança nos movimentos executados e reduz os riscos de quedas.

A melhora do condicionamento físico, por sua vez, é mais um dos benefícios do Pilates na terceira idade. Assim, além de atuar na prevenção, a prática do método também ajuda a recuperar movimentos que estavam limitados.

8 – Combate e previne a osteoporose

A osteoporose é um processo silencioso, mais comum em pessoas de idade avançada, que tem relação com a perda da massa óssea e diminuição da resistência dos ossos. Mais fracos e menos densos, estes ficam mais suscetíveis a fraturas após pequenos traumas.

No Pilates, os exercícios trabalham o desenvolvimento muscular para dar mais força e sustentação ao esqueleto. Isso ajuda na prevenção da ocorrência de quedas.

Ademais, as atividades ajudam a diminuir as dores articulares, possibilitando a execução de movimentos seguros. Ou seja, reduz os riscos de provocar qualquer lesão ou sobrecarga para os ossos.

Além de favorecer a força e a flexibilidade do indivíduo, os exercícios também promovem a melhora do seu equilíbrio e da sua coordenação. Estas habilidades também auxiliam na prevenção de quedas e lesões associadas a elas.

9 – Aumenta a atenção e a consciência corporal. Esse é mais um dos benefício dos Pilates da terceira idade

Repleto de movimentos que envolvem concentração, o Pilates estimula o desenvolvimento da consciência corporal. Isso ocorre a partir de exercícios realizados de forma lenta e com foco no grupo muscular que está sendo trabalhado.

Desta maneira, é possível identificar os limites de cada um e suas áreas de tensão, evitando lesões derivadas de esforços exagerados. A prática do método Pilates também permite estabelecer uma melhor relação entre os movimentos corporais da pessoa com o ambiente ao seu redor, capacitando o praticante a adotar as respostas corporais mais adequadas às atividades do seu dia a dia.

10 – A promoção de ganhos emocionais e sociais é um dos mais importantes benefícios do Pilates na terceira idade

Além dos inúmeros benefícios físicos, há também notáveis ganhos sociais e emocionais com a prática do Pilates. Por exemplo, as atividades promovidas pelo método ajudam a regular o humor de quem a pratica. Além disso, eleva a autoestima e desperta sensações de bem-estar, prazer, satisfação, autoconfiança, relaxamento e disposição. Ou seja, o Pilates mostra-se um grande aliado no combate à depressão, ao estresse e à ansiedade.

A prática do Pilates em um estúdio, fugindo da rotina caseira, contribui para o processo de socialização de pessoas da terceira idade. Desse modo, ajuda o indivíduo a criar novos vínculos de amizade, interagir com outras pessoas e se sentir incluído por esse novo grupo de convívio. Essa rotina promove um impacto social altamente positivo. Este sentimento de pertencimento pode ajudar na manutenção da motivação para que a prática dos exercícios continue prazerosa.

Chegou nesta fase da vida e quer aproveitá-la de maneira ativa e saudável? Acompanhe os conteúdos em nosso blog para ficar por dentro de todos os benefícios que o Pilates oferece.

, , , , , , ,
Post anterior
Atividade física para músicos: conheça sua importância
Próximo post
Pilates como tratamento para incontinência urinária

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This