Motivos para fazer Pilates na terceira idade? Saiba mais

Motivos para fazer Pilates na terceira idade

Nesse artigo, te apresentaremos 5 motivos para fazer Pilates na terceira idade. Com o passar dos anos, naturalmente o nosso corpo começa a dar sinais do seu tempo de uso e isso abre. Assim como acontece como uma máquina qualquer, o corpo humano também precisa de manutenção ao longo da vida.

Mas como assim? Pois bem, o corpo humano é composto por centenas de músculos, número em torno de 600, além de ossos, tendões e ligamentos. São todos esses elementos associados em harmonia que permitem ao indivíduo realizar movimentos.

Portanto, para que esses movimentos sejam realizados com o máximo de eficiência, dentro das condições e limitações de cada pessoa, é fundamental a prática de exercícios físicos com regularidade.

Quanto mais o tempo passa e vamos ficando idosos, mais a gente percebe a importância e a necessidade da atividade física para a qualidade de nossa vida. Confira abaixo as razões pelas quais você deve investir no Pilates nessa fase da vida.

1. O Pilates deixa os músculos mais fortes

A perda muscular ocorre de forma natural e gradual na terceira idade. De acordo com os estudos científicos, a taxa de perda muscular pode chegar a até 2% ao ano a partir dos 50 anos.

A inatividade característica da idade contribui para esse processo. No entanto, a prática do Pilates é capaz de reverter essa situação, recuperando e preservando a massa muscular no idoso.

O déficit de massa muscular causa inúmeros comprometimentos na rotina do idoso. Por exemplo, ele passa a ter dificuldade de realizar atividades rotineiras, pode sofrer episódios mais frequentes de quedas e a marcha fica mais lenta.

Com o Pilates, no entanto, o idoso preserva sua musculatura e a capacidade de realizar suas tarefas com mais autonomia e sem riscos.

2. As aulas de Pilates facilitam a interação com outras pessoas e a construção de novas relações de amizade

Com o avançar da idade, o indivíduo tende a reduzir as suas interações com outras pessoas. O isolamento social que acomete a pessoa idosa tem variadas causas e vai além da mera solidão. Muitas vezes, ele é caracterizado pela exclusão do idoso das conversas, atividades familiares, tarefas diárias e afins.

Assim, o Pilates age como um promotor da vida social do idoso. Como as aulas são normalmente em grupos, e o clima de receptividade predomina nas atividades físicas coletivas, o idoso ganha momentos de interação social e divertimento.

Dessa forma, é possível combater os sintomas do isolamento social, que geralmente culmina em um princípio de depressão. Nas aulas de Pilates, o idoso ganha novos amigos e momentos de alegria, porque a prática estimula a produção dos hormônios do bem-estar, como, por exemplo, a serotonina.

3. O Pilates devolve a mobilidade e a flexibilidade

Entre os motivos para fazer Pilates na terceira idade está o resgate de habilidades importantes que vamos perdendo com o avançar da idade. Por exemplo, a mobilidade e a flexibilidade. Ambas habilidades viabilizam ao idoso uma melhor qualidade de vida, porque permite que ele execute os movimentos do dia a dia com mais eficiência.

Ou seja, o idoso que é flexível e possui mobilidade consegue manter uma rotina diária mais ativa e independente, o que contribui para a sensação de utilidade. Consequentemente, afeta positivamente o seu bem-estar físico e emocional.

4. O método Pilates promove a reabilitação de uma série de doenças e limitações características da terceira idade

O método Pilates tem eficiência nos processos de reabilitação comprovados de forma prática e científica, a partir de diversos estudos publicados ao longo do tempo.

Então, mais um dos motivos para fazer Pilates na terceira idade é justamente a sua indicação de reabilitação, já que o método trata com bastante eficiência problemas de saúde físicos e neurológicos que costumam surgir com o avanço etário.

Nesse rol estão incluídos, por exemplo, a artrite, a osteoporose, a estenose lombar, doenças degenerativas como parkinson e esclerose múltipla.

5. O Pilates resgata a alegria de viver do idoso, ao devolver-lhe a autonomia e independência

Esse é um dos motivos para fazer Pilates na terceira idade que mais faz diferença na vida do idoso. A prática regular do método desenvolve tantas habilidades físicas e motoras, fortalece a musculatura, constrói consciência corporal, ajuda no controle dos movimentos e do próprio corpo, permite que o idoso se movimente com mais eficiência, resgata a autoestima, melhora o equilíbrio e coordenação motora e traz inúmeros outros benefícios.

Fato é que tudo isso junto resulta numa vida muito mais independente e autônoma. O idoso consegue realizar atividades do dia a dia com mais segurança, mais mobilidade, mais agilidade e menos riscos de quedas e lesões.

O resgate da autonomia na terceira idade é um dos principais fatores de reflexo na qualidade de vida e na sensação de felicidade.

Se você conhece um idoso que está sofrendo com limitações, converse com ele e/ou com seus familiares e dissemine a importância da prática do Pilates nessa fase da vida. Você certamente será um agente transformador na vida dessa pessoa.

+Q Pilates, Aulas de Pilates, idosos, Physio Pilates, Pilates, Pilates para idosos, Revista Mais Que Pilates
Post anterior
Corpo como expressão de vida e movimento
Próximo post
Como o Pilates ajuda no controle da dor no ciático

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pin It on Pinterest

Share This