A instrutora de Pilates Clássico e colunista de nossa revista, Aline Haas, apresenta no vídeo um pouco da história do aparelho, além de fazer uma demonstração do Footwork Series na Wunda Chair. O nome do equipamento tem uma história curiosa, já que é originário da palavra wonderful, que significa maravilhoso. Portanto, a chamada cadeira maravilhosa oferece infinitas possibilidades ao profissional de Pilates.

É possível treinar todo o corpo na Wunda Chair, tanto membros superiores quanto inferiores, o power house, tronco, cintura escapular, cintura pélvica e tudo mais que o profissional quiser. Para isso, basta usar a criatividade na construção das sequências de aulas.

Curiosidade sobre a Wunda Chair

Joseph Pilates criou o aparelho para que ele pudesse ser utilizado dentro dos apartamentos. Além de funcionar como equipamento de Pilates, a Wunda Chair é um móvel útil no espaço. Assim, quando não estiver em uso nos treinos, o aparelho se transforma em uma  poltrona/cadeira.

Seu design diferenciado, no entanto, apresenta molas e ganchos. Ao virar a poltrona, o indivíduo tem uma Wunda Chair pronta para todo tipo de exercício, mesmo dentro de sua própria casa.

Footwork Series na Wunda Chair

A série apresentada por Aline Haas também também pode ser executada no Reformer. Porém, nessa posição, os exercícios trabalham em um outro nível de resistência.

Para realizar o Footwork Series na Wunda Chair, é importante colocar uma mola no ponto mais alto e outra no ponto mais alto dos ganchos. A altura da mola, no entanto, pode variar de acordo com a intensidade do exercícios.

Outra dica importante é prestar atenção no alinhamento de todo o corpo, e especialmente no posicionamento dos pés, das pernas e na posição dos braços, que pode variar um pouco. A partir daí, é só descer e subir os pés, controlando o movimento com a resistência das molas.

Agora é só realizar os exercícios!

,
Post anterior
Como corrigir a postura com o Pilates
Próximo post
Romana Kryzanowska e a primeira geração do Pilates

Mais Posts:

Guias de Movimento centrada no Controle da Fáscia proximal da marcha

George, um eco empreendedor de 6’4 “, chega para a sua nomeação de Pilates movendo-se com cautela. Sua parte inferior direita se sente vulnerável como se pudesse sair a qualquer momento. O parceiro de George, que vem às sessões várias vezes por semana, incentivou George para tentar Pilates. George agenda suas nomeações entre viagens de negócios, com uma média de duas vezes por mês.

Ler Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This