Como o Pilates Melhora nossa saúde mental?

Como o Pilates pode melhorar nossa saúde mental

Certamente você não deve surpreender ninguém alegando que a atividade física é essencial para a saúde, tanto física quanto emocional. Alejandro Vera, psicólogo e nutricionista, costuma recomendar a prática de Pilates para seus pacientes. Se você é uma daquelas pessoas com dificuldade em atenção plena, leia este artigo pois vou falar sobre os múltiplos benefícios psicológicos que o Pilates oferece para a saúde mental.

Benefícios do Pilates para a saúde mental

1 – Melhora a autoestima

A autoestima é o relacionamento sincero que temos conosco. Em outras palavras, quão bem nos encontramos. Já o autoconceito é uma construção de caráter cognitivo, ou seja, o que pensamos ou acreditamos de nós mesmos.

Autoconceito e autoestima são dois aspectos que, embora definamos separadamente, na realidade estão intimamente ligados. A razão para isso acontecer é simples, como pensamos, sentimos e vice-versa. Inclusive, ambos têm a ver com o conceito geral de qualidade de vida.

Muitas pessoas optam por praticar Pilates como uma maneira de deixar o estilo de vida sedentário. As coisas que fazemos nos devolvem seu reflexo. Começar a se mover e trabalhar em nosso estado físico é uma maneira de começar a mudar nossas crenças sobre nós, como “não posso”, “isso não é para mim”, “estou me abandonando” etc.

2 – Conexão Corporal

O atual ritmo de vida que a maioria das pessoas costuma levar é incompatível com uma conexão profunda. A pressa, as urgências e as milhares de coisas a fazer, nos forçam a funcionar automaticamente, perdendo a consciência de nossos processos internos.

Frequentemente, quando trabalhamos em um exercício de relaxamento através do corpo, as pessoas descobrem muita tensão e dor que nem sabiam que tinham.

Fazer Pilates nos dá a oportunidade de dedicar um pouquinho de tempo por semana para se reconectar com o próprio ser. Por meio de sua prática, nos sentimos mais em nosso corpo, conhecemos nossas limitações e aprendemos a ouvir os sinais que ele está tentando transmitir para nós.

Satisfação Pessoal e Autorrealização

De mãos dadas com a autoestima estão a satisfação pessoal e o sentimento de autorrealização. Enquanto o primeiro se concentra em como somos, o segundo e o terceiro têm mais a ver com o que alcançamos.

Pilates é uma prática esportiva que nos permite ver nosso progresso. Pela prática da perseverança, veremos o quanto avançamos e conseguimos fazer as coisas que éramos incapazes no início.

Esse é um benefício duplo, pois, por um lado, vemos como nossas capacidades físicas interferem na melhora de nossa saúde, e, por outro lado, observamos como somos capazes de crescer e alcançar nossos objetivos.

Função Social

Um dos aspectos que confere ao Pilates maior riqueza é seu valor social. Enquanto outras práticas esportivas, como a academia, geralmente são realizadas sozinhas, o Pilates nos oferece a possibilidade de ter trocas positivas com outras pessoas, além de praticar esportes.

O que a priori pode não ser tão valorizado, é algo fundamental, quando se trata de motivar a nós mesmos e promover nosso bem-estar. Muito mais ainda entre aquelas pessoas que levam estilos de vida em que o trabalho ou situação de vida não possibilitam muitas ocasiões para interagir com outras pessoas.

Pilates e Cérebro

Como se tudo isso escrito anteriormente não bastasse, vários estudos apoiam os efeitos positivos que o Pilates tem no cérebro, agindo em diferentes tipos de neurotransmissores:

Aumenta Níveis de Seratonina (5-HT)

A serotonina é conhecida popularmente como o hormônio da felicidade. Cientificamente falando, é um neurotransmissor envolvido na grande maioria dos processos psicológicos e vegetativos, como humor, sono, apetite, sexualidade etc.

Além disso, é o principal agente envolvido em muitos distúrbios psicológicos, como a depressão. Inclusive, já existem estudos que comprovam o quanto o Pilates é eficiente no tratamento do estresse.

Aumenta os Níveis de GABA

GABA é um neurotransmissor de natureza inibitória. Ele funciona suprimindo a resposta do nosso sistema simpático. Explicado de uma maneira mais clara, o GABA contribui para a redução do estresse e da ansiedade. Portanto, praticar Pilates nos ajudará a reduzir nossos níveis de tensão, estresse e nervosismo.

Aumenta Níveis de Dopamina (DA)

Enquanto a serotonina está mais intimamente relacionada à serenidade, a dopamina está relacionada com a alegria e euforia. Mas sabemos que não podemos viver em constante estado de felicidade. Assim, a dopamina afeta diretamente um aspecto psicológico fundamental: a motivação.

O Pilates ativará a segregação da dopamina em nós e, portanto, ajudará a promover nosso entusiasmo e otimismo.

Se você gostou do artigo, pode ir ao Blog de Alejandro Vera – psicólogo e nutricionista – psicologia e nutrição de Grulla, para se aprofundar neste e em outros tópicos de interesse para melhorar a saúde mental e emocional.

Além disso, se você deseja avançar no seu futuro profissional, estabelecendo conhecimentos baseados em bases científicas para que seus clientes tenham a melhor saúde física e mental, a Polestar Pilates é sua escola.

, , , , , , , , , ,
Post anterior
Shelly Power responde 7 perguntas sobre respiração
Próximo post
PILATES KIDS: DIVERSÃO EM MOVIMENTO

Mais Posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This