Como avaliar o aluno de Pilates em 5 dicas

Como avaliar o aluno de Pilates em 5 dicas.

Todo bom profissional da área precisa saber como avaliar o aluno de Pilates. Isso é fundamental para que o profissional introduza o aluno no método com eficiência, segurança e assertividade. Inclusive, para que ele conheça os objetivos do aluno e identifique, no decorrer das aulas, se a rotina de exercícios está apropriada, ou também se está fácil ou difícil demais. Assim, poderá realizar os ajustes necessários em tempo hábil, para atender as reais demandas do cliente, aluno ou paciente. Mas antes de entrar nas dicas para essa avaliação inicial, tenha em mente que fazer essa análise do aluno deve ser uma tarefa diária.

A avaliação inicial é crucial, claro, mas todas as aulas são momentos ideais para estar atento a seu aluno. Depois do primeiro contato, você precisa observar como ele executa os movimentos. Um detalhe importante é ficar de olho em sua fisionomia durante a aula. Afinal, a linguagem corporal pode dizer muito mais do que palavras. Ademais, você precisa considerar que cada aluno é um ser individual. Enquanto alguns são mais falantes e curiosos, outros pouco conversam e sequer dizem ou até mesmo percebem como se sentem. Perceber o aluno, portanto, é uma das tarefas mais importantes e desafiadoras do profissional do Pilates.

Mas vamos lá às dicas de como avaliar o aluno de Pilates.

1. Ofereça uma aula experimental. É a primeira dica de como avaliar aluno de Pilates

A aula experimental é uma possibilidade para você observar o aluno, antes mesmo de você fazer a anamnese completa, de ele se matricular e iniciar as aulas. Na aula experimental, existe uma troca de mão dupla. Ao mesmo tempo em que o aluno conhece a metodologia do professor, este também pode já tirar suas primeiras conclusões sobre o aluno.

Como avaliar o aluno de Pilates na aula experimental? Simples! Escolha alguns movimentos específicos, que testem, por exemplo, a flexibilidade e mobilidade do aluno. Além disso, você pode incluir movimentos para verificar sua força e seu nível de condicionamento físico.

2. Investigue sobre queixas iniciais

Ainda na aula experimental, você pode sondar algumas questões. Por exemplo, saber se o aluno tem alguma queixa inicial e o motivo de ele ter feito a opção pelo Pilates. Esse primeiro contato é uma ótima oportunidade para entender como avaliar o aluno de Pilates.

A partir dessa investigação prévia (tanto das perguntas quanto de sua observação), você pode identificar até situações mais específicas para investigar na anamnese, para o caso de aluno decidir se matricular.

3. Questione sobre a rotina de seu aluno

Você pode contribuir muito com o estilo de vida de seu aluno, quando faz os diagnósticos corretos. Então, entender no que o seu aluno trabalha, qual a rotina dele, todas essas informações te ajudarão a promover mais qualidade de vida a ele. Inclusive, dá para atuar até nas questões relativas à ergonomia.

Por isso, faça uma investigação profunda sobre a vida de seu aluno, no sentido de identificar aquilo que pode ser um fator de risco para sua saúde. Saber se ele passa muito tempo sentado ou em pé, se carrega muito peso ao longo do dia, se usa o celular em demasia, se mantém uma postura ruim etc, tudo contribui para que você possa construir uma rotina de exercícios que ajude seu aluno fora do studio de Pilates

4. Como avaliar aluno de Pilates? Leve em consideração o objetivo dele

Você pode identificar dezenas de situações em que o Pilates pode contribuir com a saúde, rotina e estilo de vida de seu aluno, mas nunca desconsidere o motivo que o levou até você. Ouça seu aluno e questione sobre os objetivos dele com o Pilates. Entenda por que ele buscou o método, quais suas expectativas e desejos.

Assim, você pode esclarecer a ele como o Pilates também pode ajudá-lo em relação aos objetivos que ele visualiza. E, mais que isso, você pode criar uma sequência de movimentos que também contemple esses objetivos.

5. Mantenha a atenção e os ouvidos atentos diariamente

A vida é dinâmica, e, por isso, as necessidades e demandas de seu aluno podem mudar com o passar do tempo. Portanto, saber como avaliar aluno de Pilates ao longo do tempo é fundamental. A análise não acaba na entrevista inicial, você deve estar atento durante o tempo inteiro, a fim de que consiga perceber novas demandas que venham a surgir nesse percurso dele em seu studio.

Então, mantenha-se sempre atento, converse com seus alunos com frequência e sempre que possível reavalie seus alunos. Você pode sugerir, por exemplo, uma avaliação individual a cada seis meses.

Assim, você conseguirá identificar outras formas de ajudá-lo por meio do método e de outros recursos que você possua. Durante todo o tempo, analise de que forma você pode contribuir com seu aluno, além dos objetivos e queixas dele.

* Tem alguma dica de como avaliar aluno de Pilates? Compartilhe com a gente a sua forma de fazer.

+Q Pilates, Aluno, Avaliar, Physio Pilates, Pilates
Post anterior
A relação professor e aluno no Pilates
Próximo post
4 dicas de manutenção dos aparelhos de Pilates

Mais Posts:

Marcela Andrade

Posso praticar em casa?

Pensando sobre esse mover nato, seria egoísmo de nós profissionais da saúde e do movimento, restringir o 01movimento a uma sala de aula. Isso porque, como já disse antes, nossa missão é trazer consciência e autonomia para que possamos realizar todas nossas atividades diárias, de esporte e de lazer com a maior destreza possível, independente de nossa idade cronológica. Ando pensando que nós temos mesmo uma “idade do mover”, mas essa conversa fica pra outro dia!

Faxina Verde

Faxina verde: casa limpa e planeta saudável

Pilates
A sustentabilidade começa em casa… Literalmente! Além da boa e velha reciclagem, que ajuda a reduzir (e muito!) a produção de lixo residencial, existem outras maneiras de contribuir com o…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pin It on Pinterest

Share This