Pilates e ergonomia: entenda tudo sobre essa relação

Pilates e ergonomia: entenda tudo sobre essa relação.

O Pilates contribui decisivamente para a qualidade de vida das pessoas. O método oferece inúmeros benefícios, que contemplam tanto a saúde física quanto a saúde mental dos praticantes. Mas o que Pilates e ergonomia têm a ver?

Existem duas formas principais de o Pilates contribuir com o ambiente de trabalho de seus alunos. Primeiramente, a prática do método pode ser direcionada a aliviar e prevenir eventuais problemas causados pela rotina laboral deles. Além disso, é possível também realizar alguns movimentos do Pilates durante o expediente, para, por exemplo, alongar o corpo e aliviar tensões.

Por fim, é importante que o profissional de Pilates adote alguns requisitos da ergonomia dentro de seu próprio studio, para garantir um ambiente de treino mais agradável.

Vamos então conhecer um pouco mais sobre essa relação.

O que é ergonomia?

As pessoas passam grande parte do seu dia dentro do ambiente de trabalho. Assim, é fundamental tentar transformar esse espaço em um local agradável, em que o indivíduo possa exercer suas atividades de forma prazerosa e saudável. Quando o ambiente de trabalho não é adequado, a tendência é que surjam problemas diversos com o passar do tempo, capazes de afetar a saúde física e mental do trabalhador.

A ergonomia é, portanto, um conjunto de medidas e ações com vistas a promover mais qualidade de vida no ambiente de trabalho. A ciência busca oferecer conforto e segurança ao trabalhador, a partir da implementação de melhores condições de trabalho, no que diz respeito a, por exemplo, equipamentos, mobiliário, questões ambientais etc. Ou seja, diz respeito a tudo aquilo que é implantado ou adaptado no posto de trabalho, para que o funcionário se sinta melhor.

Existe, inclusive, uma Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Previdência (IN nº 17), que estabelece requisitos e diretrizes para adaptar as condições de trabalho às necessidades do trabalhador, a fim de promover segurança, saúde, conforto e um bom desempenho.

Importância da ergonomia

Ao cuidar das necessidades do trabalhador, a ergonomia contribui para a construção de um ambiente de trabalho salubre. Os princípios e métodos da ergonomia permitem uma análise apurada dos riscos oferecidos pelo ambiente de trabalho, indicando soluções para anulá-los. Esses riscos têm relação, por exemplo, com possíveis doenças por movimentos repetitivos (LER), posturas ruins, mobiliário inadequado, baixa iluminação, desconforto térmico etc.

A eliminação desses riscos eleva a satisfação do funcionário. Consequentemente, gera resultados significativos na produtividade desse profissional. Os benefícios são, portanto, sentidos não só pelo empregado, mas também pela empresa. Afinal de contas, é comprovado cientificamente que as condições de trabalho afetam de forma contundente o desempenho dos colaboradores. Vamos a alguns benefícios importantes que a ergonomia proporciona:

  • Previne as doenças por esforço repetitivo (LER);
  • Melhora a produtividade e desempenho dos profissionais;
  • Reduz os afastamentos por problemas de saúde;
  • Cria um clima mais agradável e harmônico na empresa;
  • Reduz o índice de problemas ligados ao estresse e cansaço.

Pilates e ergonomia: como o profissional de Pilates pode contribuir com a qualidade do ambiente de trabalho de seu aluno?

Sim, o profissional de Pilates pode exercer um papel fundamental na construção de um ambiente de trabalho mais agradável para seus alunos. Tudo começa na entrevista inicial, na anamnese. Assim, o profissional deve identificar quais os principais problemas sentidos por seu aluno no ambiente de trabalho dele. Então, durante essa conversa inicial, é fundamental incluir perguntas do tipo:

  • Qual a profissão do aluno?
  • Como é a rotina de trabalho dele? Muito tempo sentado, muito tempo em pé…
  • Levantar informações sobre postura e o mobiliário que ele usa.
  • Se ele sente algum desconforto durante a execução de seu trabalho.
  • O aluno sente alguma dor, desconforto ou incômodo durante a realização de suas atividades laborais?
  • Existe possibilidade de ele realizar alguns exercícios simples durante seu expediente?

A partir do levantamento desses dados, o profissional de Pilates pode identificar alguns riscos e já inserir na rotina de exercícios desse aluno algumas opções para mitigar esses riscos. Além disso, o profissional pode também orientar seu aluno, a fim de que ele execute alguns movimentos, por exemplo alongamentos, durante a sua atividade de trabalho. Aqui vale fazer a análise sobre que movimentos seriam viáveis incluir naquela rotina de trabalho específica.

O Pilates, nesse contexto, se torna mais um mecanismo de atuação para melhorar as condições de trabalho. Claro que, sozinho, o método não opera milagres no que diz respeito ao ambiente de trabalho do aluno. Mas, certamente, contribuirá sobremaneira para que ele tenha mais saúde no desempenho de suas atividades.

Dicas para conectar ergonomia e Pilates dentro do studio

Ergonomia e Pilates também podem ser associadas dentro do studio. O profissional do método pode adotar algumas medidas para que o seu studio de Pilates também se torne um ambiente mais agradável, acolhedor e estimulante para seu aluno. Assim, algumas dicas são importantes seguir:

  • Organize o layout do studio de Pilates, a fim de que o posicionamento dos aparelhos permita uma boa circulação e fácil acesso a eles;
  • Se você utiliza música durante as aulas, verifique se o volume e o estilo musical, por exemplo, estão agradáveis aos alunos;
  • Fique atento à temperatura dentro do ambiente, para que a sensação térmica seja também agradável;
  • As cores interferem na qualidade visual, portanto, opte por tons e objetos decorativos que estimulem as boas vibrações, a concentração etc;
  • Mantenha uma boa comunicação com seus alunos, preserve os bons relacionamentos e evite situações desgastantes que poderiam ser evitadas (por exemplo, cobranças indevidas).

O ambiente de Pilates é ideal para simular funcionalmente movimentos que a pessoa precisa ou gosta de fazer no seu dia a dia, alongando e fortalecendo os tecidos necessários, a fim de que tais movimentos sejam realizados durante a rotina diária sem dor ou risco de lesão.

* Você aborda o tema da ergonomia em suas aulas de Pilates? Conte pra gente?

+Q Pilates, Ergonomia, Physio Pilates
Post anterior
Saiba tudo sobre fáscias e por que cuidar delas
Próximo post
7 dicas para fazer a gestão do studio de Pilates

Mais Posts:

Pilates Mat

Benefícios do Pilates

Pilates
O Pilates, um método que hoje leva o sobrenome do seu criador, Joseph Hubertus Pilates. Foi desenvolvido e formatado como método entre o final do séc XIX e o início…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pin It on Pinterest

Share This