Aprenda o Bridge no Reformer com Alice Becker

O movimento Bridge, ou simplesmente ponte, é um exercício que faz parte do repertório clássico do método desenvolvido por Joseph Pilates. No entanto, apesar de parecer simples visualmente, o exercício requer o correto posicionamento do praticante, a fim de que consiga usufruir de seus benefícios. Portanto, aprender a executar o Bridge com precisão é fundamental, conectando o movimento da coluna com a respiração. Por isso, vamos te mostrar como executar o Bridge no Reformer com conforto, segurança e eficiência.

No vídeo abaixo, a Presidente da Polestar Brasil, Alice Becker, ensina como executar o movimento com perfeição, utilizando o suporte do Reformer. Além disso, a educadora apresenta uma versão diferenciada do exercício, para aumentar ainda mais a tração.  E ainda tem uma terceira forma, com o uso da versátil Flymoon. Com as dicas de Alice, o exercício pode ser executado com mais conforto, eficiência e segurança, potencializando seus resultados.

 

Quais os benefícios do Bridge no Reformer?

Você conhece os benefícios e indicações do exercício Bridge? O movimento, muito conhecido entre os adeptos do Pilates, é excelente para trabalhar toda a musculatura dos glúteos e ainda do assoalho pélvico. Além disso, ele é ótimo para alongar e fortalecer os músculos posteriores da coxa e até a musculatura do quadríceps e do principal flexor da área da articulação do quadril, chamado de iliopsoas.

Quando você utiliza o Reformer para praticar o movimento, é possível ganhar ainda mais tração, aumentando a resistência e controle. Consequentemente, os ganhos são ainda maiores quanto à mobilidade e estabilidade da coluna, além da mobilidade do tronco e quadril.

E aí, você já tinha experimentado executar o Bridge no Reformer? Conte pra gente!

Texto atualizado, originalmente publicado em 08 de agosto de 2017.

+Q Pilates, Alice Becker, Atividade Fisica, bem-estar, consciência corporal, Equilíbrio, mais que pilates, Movimento, Pilates, qualidade, Revista Mais Que Pilates, Revista Online, Saúde, tratamento
Post anterior
Como escolher posts de Pilates para Instagram?
Próximo post
Envelhecendo no estúdio de Pilates – Parte I

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pin It on Pinterest

Share This