8 dicas de como montar uma aula de Pilates perfeita

Saiba como montar uma aula de Pilates

Você terminou o curso de formação em Pilates, está preparado para iniciar sua jornada profissional. Já conseguiu a primeira oportunidade, vai começar a dar suas aulas. Mas e agora? Como fazer? Nessa hora pode bater aquela ansiedade, o famoso friozinho na barriga. No entanto, pode ficar tranquilo, pois neste post vamos te dar 8 dicas para você entender como montar uma aula de Pilates perfeita.

1. Analise o perfil de seus alunos

O primeiro passo de como montar uma aula de Pilates boa é conhecer o perfil dos seus clientes. Ou seja, você precisa reunir as informações necessárias para identificar as necessidades e objetivos dos alunos. Para isso, fazer uma avaliação inicial, de preferência individual e de movimento, pode ser de grande ajuda. Com base nesses dados coletados na avaliação e ao longo de cada aula, é que você deverá montar o esquema de sua próxima aula.

Para isso, é fundamental que você consiga ler nas entrelinhas. Ou seja, nem sempre seu cliente conseguirá te falar sobre todas as necessidades dele. Muitas vezes, você deverá ser capaz de identificar certas demandas que nem ele consegue enxergar.

Portanto, fique atento não apenas ao que o seu cliente te diz. Observe como ele se movimenta, sua postura, sua respiração, comentários, o que o interessa e do que ele tem receio. Especialmente, em relação a mover o corpo ou queixas aleatórias que podem identificar algum problema por trás.

Dicas de como montar uma aula de Pilates

2. Montar uma aula de Pilates perfeita requer planejamento de acordo com o perfil do aluno

O Pilates possui inúmeros benefícios, claro. Mas assim como todas as demais atividades físicas existentes, seus alunos te procurarão com demandas específicas. Além delas, você identificará certas necessidades individuais. Assim, ao montar a aula de seus alunos, leve em consideração essas necessidades, demandas e objetivos particulares

Ou seja, a intenção não é fazer uma aula única padronizada, e sim uma que atenda dentro do possível numa aula de grupo,  um pouco das demandas específicas de cada um dos alunos daquela turma, criando aulas com exercícios mais globais, que atendam todos, e incluindo a cada dia algo que atenda às demandas especiais   de cada aluno. 

E isso vale também para as aulas online. Ainda que você esteja oferecendo aulas a distância, planeje as aulas conforme as prioridades de seus  alunos. 

3. Planeje a evolução de seus alunos

Além de planejar as aulas, você precisa também fazer o planejamento da progressão de cada aluno. Ou seja, o aluno deve perceber que está evoluindo no método, e você demonstrará isso nas aulas. Observe que alunos que começaram juntos podem não evoluir no mesmo ritmo, portanto, respeite essas individualidades. 

O plano de evolução de cada aluno também precisa ser definido a partir de seu desempenho. Há alunos que avançam rapidamente nos movimentos, enquanto outros exigem mais tempo de dedicação. 

No Pilates, mais importante que a evolução é a qualidade da execução. Ou seja, o ideal é o aluno  iniciar a progressão de um movimento a partir do momento em que ele começa a dominar a fase anterior. E ainda existem aqueles alunos que possuem algumas limitações que impedem a execução de certos movimentos. Nesses casos, você pode tentar modificar o exercício, mas sempre utilizando comandos verbais incentivadores. É importante ter cuidado para não causar frustração e sensação de incapacidade no aluno.  

4. Crie aulas dinâmicas e diversificadas

O Pilates possibilita a construção de inúmeras sequências de treinos e movimentos. Assim, faça aulas que explorem essa versatilidade. Ou seja, evite  fazer aulas repetitivas, você pode investir em movimentos variados para trabalhar os mesmos grupos musculares. Portanto, aposte nesse repertório amplo como tática para cativar seu cliente e mostrar o seu potencial. 

Além disso, explore os equipamentos que você possui, os acessórios e o Pilates Mat. Coloque a sua criatividade para funcionar, mas, claro, sempre pensando em seu aluno e na forma como ele melhor apreende e se adapta aos exercícios e comandos. 

5. Aprimore os comandos verbais. Isso vai te ajudar a como montar uma aula de Pilates eficiente

A forma como você se comunica com seu aluno é fundamental. Não apenas em relação à cortesia e atenção, mas também em relação à orientação e descrição dos movimentos. O domínio do comando verbal é uma característica que vem, cada vez mais, mostrando-se crucial nas aulas

Portanto, invista nisso, analise a melhor forma de descrever o movimento, utilize comparações que sejam claras para seus alunos. O importante é que ele compreenda a mensagem que você quer passar. 

Aprenda como montar uma aula de Pilates

6. Mantenha seus treinos em dia

Sim, o profissional de Pilates precisa treinar. Essa é a melhor forma de ele manter-se conectado com os movimentos, princípios e teorias do método e, assim, conseguir passar segurança e confiança para seus alunos. Além disso, o treino permite que ele identifique possíveis dificuldades e até desenvolva com mais facilidade os seus comandos verbais. 

7. Atualize seus conhecimentos com frequência 

O investimento na carreira é um bem valioso para qualquer profissional. O estudo contínuo mantém o profissional atualizado e seguro das técnicas que está utilizando com seus alunos

Lembre-se que o Pilates atua com a saúde do indivíduo, portanto, é fundamental ter responsabilidade e domínio do método. O conhecimento dá segurança e permite que o profissional atenda um público ainda maior, inclusive pessoas com limitações específicas.  

Além do conhecimento na sua área de atuação, também vale a pena investir em cursos de gestão, que te darão novas ferramentas para administrar seu espaço, suas finanças e sua carreira. O Sebrae oferece inúmeros cursos e orientações gratuitos e de qualidade. 

8. Confie na sua formação e nas próprias estratégias para saber como montar uma aula de Pilates perfeita  

Se você se preparou com um curso de qualidade, confie em sua formação. Uma boa formação é o primeiro passo para que você construa uma trajetória sólida. E se a formação que você concluiu não te deixa seguro, volte ao item 8 e aperfeiçoe seus conhecimentos. 

Faça um novo curso, invista no seu currículo. Nossa sugestão é que você busque os cursos, formações e workshops oferecidos pela Polestar Brasil e pela Physio Pilates. Na formação de Pilates da Polestar, reconhecida em todos os continentes, aprende-se também como organizar o sequenciamento dos exercícios em uma aula. Esta lógica de construção é fundamental para um bom resultado.

O importante é que você se sinta preparado e que ofereça o melhor do método a seus alunos. Essa segurança permitirá a você montar uma aula de Pilates perfeita, alinhada com seus valores, com os princípios do método e as expectativas de seus alunos.

, , , , ,
Post anterior
Pilates como tratamento para incontinência urinária
Próximo post
Pilates para pacientes com câncer: saiba tudo

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This