Pilates entre melhores exercícios para reabilitação vestibular

Pilates entre melhores exercícios para reabilitação vestibular

Sensações frequentes de tontura, desequilíbrios, vertigens e afins interferem bastante na qualidade de vida das pessoas. Além disso, essas queixas também limitam a autonomia dos indivíduos e criam insegurança em relação às atividades do dia a dia, como a prática de atividades físicas. Esses sintomas estão normalmente ligados a distúrbios no sistema vestibular e atingem principalmente o equilíbrio corporal, sendo um importante fator de risco de acidentes para a pessoa. Para tratar esses problemas, além do uso de medicamentos, existe a terapia de reabilitação vestibular, formada por exercícios específicos e individualizados. E entre os melhores exercícios para reabilitação vestibular está o Pilates

Na prática, quem sofre com problemas no sistema vestibular frequentemente tem a sensação de que está tudo girando ou de que está dentro de um barco em alto-mar, mesmo estando em terra firma. Essas sensações podem ocorrer, por exemplo, quando a pessoa realiza movimentos bruscos. O tal do sistema vestibular fica localizado na parte interna da orelha e é responsável justamente pela manutenção do equilíbrio. Com o suporte de outros sistemas, como o visual, o motor-ocular e o proprioceptivo, ele garante que o corpo se adapte à gravidade e consiga se manter estático ou em movimento, sem qualquer problema.

Ao escolher os melhores exercícios para reabilitação vestibular, os benefícios já surgem a curto prazo

A reabilitação vestibular, quando adotada corretamente, apresenta benefícios a curto prazo, proporcionando uma significativa melhora no equilíbrio, na percepção espacial e controle postural dos indivíduos. Isso acontece porque o equilíbrio do corpo está associado aos estímulos vestibulares, proprioceptivos e visuais. Resumidamente, a visão dá sensação de profundidade e assimilação do movimento do corpo. Já o sistema proprioceptivo indica o posicionamento do corpo no espaço. Por sua vez, o sistema vestibular relaciona-se com as movimentações da cabeça e do corpo em geral.

A partir desses estímulos, o sistema nervoso central oferece respostas motoras, criando o ambiente ideal para que o indivíduo se mantenha coordenado com a ação da gravidade. Ao mesmo tempo, ocorrem outras integrações de sistemas, como a movimentação ocular, no sentido de promover a estabilização das imagens, durante e após os movimentos. Assim, quando as informações captadas e enviadas ao sistema nervoso central não estão em sincronia e apresentam conflitos entre si, o resultado são os incômodos desequilíbrios, tonturas e vertigens. Aliás, sabe a labirintite? Ela é um dos problemas ligados ao sistema vestibular.

exercícios para reabilitação vestibular

Mas o que é o sistema vestibular?

O sistema vestibular é o conjunto de órgãos responsável por manter o equilíbrio dos vertebrados. Associado ao cerebelo e aos proprioceptores, esse sistema responde por importantes funções, como coordenação motora, orientação espacial, postura, tônus muscular, além do equilíbrio propriamente dito. Assim, ao processar as informações dos receptores localizados no ouvido interno, o sistema vestibular consegue identificar a posição do corpo e o movimento da cabeça dentro de um contexto espacial.

Terapia da reabilitação vestibular

Assim que forem identificados problemas com o sistema vestibular, o paciente estará apto a iniciar a Terapia da Reabilitação Vestibular. Ou seja, ela deve começar o mais breve possível, para que consiga restabelecer o problema, ativando os mecanismos de plasticidade neural. Os especialistas já concluíram que ficar ocioso não é uma decisão inteligente para quem busca tratar problemas no sistema vestibular. Os exercícios físicos mostram-se extremamente importantes, desde que direcionados a tratar o problema.

A literatura mostra que o tratamento à base de exercícios é capaz de curar alguns pacientes e promover melhoras em diferentes graus em mais de 80% dos portadores desse distúrbio. Portanto, essa terapia mostra-se bastante eficaz. Além de promover melhorias físicas, a reabilitação atua também nos aspectos emocionais, devolvendo a confiança e reduzindo a ansiedade nesse público.

Por que o Pilates está entre os melhores exercícios para reabilitação vestibular

melhores exercícios para reabilitação vestibular

O Pilates é um sistema de treinamento físico e reabilitação, com eficácia comprovada cientificamente no tratamento de patologias diversas, como as ortopédicas, cardiopulmonares e neurológicas. O método aposta em uma abordagem holística do corpo, ou seja, o corpo é visto como um todo, de forma integrada – mente, corpo e espírito – e em sintonia com o ambiente em que está inserido.

No caso específico dos distúrbios vestibulares, o Pilates oferece uma grande variedade de intervenções terapêuticas por meio de exercícios, que podem ser realizados no solo ou em aparelhos, com ou sem o suporte de acessórios. Algumas pesquisas realizadas para analisar a pertinência do seu manejo na reabilitação vestibular apresentaram resultados muito positivos. O método foi considerado seguro e eficaz no tratamento de públicos de variadas idades, inclusive os idosos.

Conquistas dos portadores de problemas no sistema vestibular com a prática do Pilates

Os exercícios do Pilates trabalham o power house, o chamado centro de força da pessoa, que compreende o conjunto de músculos responsáveis pela estabilização da coluna e pela sustentação dos órgãos internos e da postura, garantindo o tanto o alicerce estático quanto o dinâmico do corpo.

Além de trabalhar esses músculos estabilizadores, o método utiliza uma variedade de movimentos que alivia a tensão muscular excessiva e corrige as compensações. Ou seja, promove o alinhamento correto do indivíduo. Assim, o repertório do Pilates pode ser utilizado como terapia complementar ao tratamento convencional, associado, quando necessário, aos medicamentos prescritos.

Os pacientes que se submetem à reabilitação com o Pilates conquistam significativas melhoras no alinhamento da coluna, de ombros, cabeça e pelve. Ou seja, o método age diretamente na melhora da postura do indivíduo. Além disso, os exercícios do Pilates desenvolvem a propriocepção e a consciência corporal, ambos importantíssimo para quem apresenta problema no sistema vestibular.

Com o Pilates, o portador de um transtorno vestibular aprende a respirar corretamente, estimulando a atividade muscular com mais eficiência. O método estimula ainda a concentração e o controle de cada parte do corpo. Outro ganho com o método diz respeito à conexão entre cada movimento, que passa a ser fluida e natural.

 

, , , ,
Post anterior
5 ideias para aumentar a renda do studio de Pilates
Próximo post
Eficácia do Pilates no tratamento da dismenorreia

Mais Posts:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This