Quero abrir um studio de Pilates, por onde começar?

Quero abrir um studio de pilates por onde começar

Graças a uma gradual mudança no perfil do Brasileiro praticante de atividades físicas, o Pilates está ganhando popularidade sem parar. Na realidade, todo o mercado fitness cresce rapidamente, com potencial de crescer na faixa de dois dígitos nos próximos cinco anos, de acordo com o Sebrae. Considerando o crescimento do mercado, abrir um studio de Pilates é especialmente interessante. Afinal de contas, a modalidade abrange um público bastante amplo. Seu criador, Joseph Pilates, pretendia criar um Método capaz de melhorar o movimento e a funcionalidade de qualquer pessoa. Por isso, qualquer um pode praticar.

Crianças, adolescentes, idosos, gestantes, mesmo pessoas lesionadas procuram o Pilates. Sua eficiência atrai e fideliza clientes que, além disso, tornam-se potenciais divulgadores do studio.

Abrir um studio de Pilates realmente dá dinheiro?

Mas será que vale a pena abrir um studio de Pilates? Dá dinheiro? Quando abordado da maneira correta, com certeza! Outro diferencial da modalidade é a fidelização de alunos. Ao contrário do que acontece com outras atividades físicas, o  professor é o maior fator fidelizador no Pilates.

Portanto, investir em uma boa formação avançada em Pilates é parte fundamental para conseguir captar e fidelizar clientes. É claro que ter um studio limpo, organizado e que tenha aparelhos de Pilates de qualidade são pontos super positivos. As chances de sucesso são grandes!

Pode ser bacana conferir o eBook: “O Guia completo para ser um instrutor de Pilates de Sucesso!”

Passo a passo para abrir um studio de Pilates

O que acha da ideia de ganhar dinheiro, ter seu próprio studio e ainda fazer o que você ama? Abrir um studio de Pilates é uma grande oportunidade de carreira, mas precisa ser abordada com cuidado. Como com qualquer negócio, o menor deslize prejudica seu faturamento e pode colocar a empreitada em risco.
Para conseguir segurança e resultados separamos um breve passo a passo. Continue lendo para entender como ter sucesso ao abrir um studio de Pilates.

1. Planejamento estratégico

O planejamento é o primeiro passo de qualquer negócio. Antes de abrir um studio de Pilates é preciso conhecer o mercado, a concorrência, entre outros aspectos. Aqui a dica é escrever tudo em um papel para consultar mais tarde.

Comece avaliando a concorrência na sua região. Existem muitos studios de Pilates? Se a resposta for sim, o que te diferencia dessa concorrência? Liste três diferenciais e lembre-se de realmente aplicá-los no seu negócio mais tarde. Caso não existam outros studios ou existam poucos, descubra se o público local conhece a modalidade. Se não conhecerem, você ainda precisa incluir formas de aumentar sua visibilidade para captar novos clientes: O Instagram, por exemplo, é uma ótima plataforma.

2. Parte burocrática

Antes mesmo de abrir um studio de Pilates é importante considerar a parte burocrática. Contrate um contador para te ajudar a navegar as necessidades tributárias e não encontrar imprevistos mais tarde. Você também precisa abrir um CNPJ e garantir alguns alvarás, que incluem:

  1. Registro na junta comercial;
  2. Registro na receita estadual;
  3. Registro na prefeitura para conseguir alvará de localização e licença sanitária;
  4. Registro na secretaria estadual da fazenda;
  5. Autorização do corpo de bombeiros;
  6. Outros.

No Brasil há muitas discussões sobre “quem pode ser instrutor de Pilates” e isto pode ou não afetar a abertura de um studio. Defendemos a ideia de que não é necessário ser fisioterapeuta ou educador físico para trabalhar com o Pilates, até porque o método foi criado por um atleta, boxeador e artista de circo – Joseph Pilates -,  disseminado pelo mundo por bailarinos e trazido para o Brasil por uma também bailarina, Alice Becker.

Hoje não há nenhuma lei regulamentando todo assunto, mas há iniciativas contrárias para a instrução da atividade Pilates por bailarinos, terapeutas ocupacionais e outros (ou seja, há um “movimento” para que instrutores que não são formados em Fisioterapia ou Educação Física não possam ser instrutores de Pilates). Há duas resoluções sobre a especialidade do profissional na área de Pilates:  CONFEF, para educadores físicos, e  Coffito, para fisioterapeutas.

Em contraponto, há  uma nova organização chamada CNPP que busca discutir sobre o tema e que tem como um dos objetivos ter a regulamentação da atividade Pilates para que discussões como esta possa ser encerrada e todos possam voltar sua atenção e esforço para a qualidade do método e de seus professores.

2.1 – Instrutores de Pilates para reabilitação

Mas, atenção, caso queira trabalhar com reabilitação é sim necessário ter uma formação em fisioterapia para ter habilidade no escopo da prática, além de ser credenciado ao conselho responsável. Seria também importante escolher uma formação em Pilates que te dê um suporte em Rehab.

3. Formação avançada em Pilates

Sem dúvidas você e seus profissionais também precisam garantir a formação em Pilates mais adequada. Existem diversos tipos de cursos de Pilates que você pode escolher de acordo com o objetivo.

Antes de decidir a formação, analise seu principal público, busque depoimentos e referências. Atenderá pessoas que já praticam Pilates e são mais avançadas? Idosos e pessoas com patologias serão seus principais clientes? Você pretende sair do país depois de alguns anos? Recomendamos buscar sempre uma formação ampla, com reconhecimento e que te dê suporte nos diversos nichos de atuação. E não parar por aí… A evolução e a prática no ambiente Pilates são fundamentais para um bom instrutor.

4. Equipamentos de Pilates

Apesar de existir o Mat Pilates e ele ser bastante popular, recomendamos garantir alguns equipamentos de Pilates antes de começar. Além de serem excelentes para variados exercícios, eles criam uma ambientação interessante para seu studio. Caso não tenha capital para investir em um conjunto completo de equipamentos inicialmente, escolha alguns e adquira outros gradualmente. Os principais aparelhos presentes em studios de Pilates são:

aparelhos para montar um studio de pilates

No entanto, existem outros equipamentos que podem ser acoplados a esses ou adicionados ao studio: Prancha de Molas, Arcus, Wal Unit… Quem deseja abrir um studio de Pilates e trabalhar com o Pilates Clássico, provavelmente, precisará de aparelhos mais específicos e além dos “básicos”, como a High Chair, Baby Chair, Pedi Pole, entre outros.

Com a estratégia correta você estará pronto para abrir um studio de Pilates e começar a lucrar com o negócio. Gostou das dicas e quer aprender mais sobre o tema? Continue nos acompanhando aqui no blog e clique para assinar nossa newsletter e não perder um conteúdo!

, , , , ,
Post anterior
Pilates e depressão, será que essa combinação está certa?
Próximo post
Como ter um Studio de Pilates pequeno?

Mais Posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This