Pilates e corrida: combinação que dá resultado

Pilates e Corrida

Considerada uma das atividades físicas mais democráticas por uma série de fatores – seu baixo custo, a facilidade em ser praticada, seu caráter acessível a pessoas dos mais diversos perfis e pela possibilidade de ser realizada em diferentes ambientes – não é à toa que a corrida é uma das modalidades mais populares do mundo.

Com um crescente número de adeptos, entre os que praticam ocasionalmente e aqueles que competem em alto nível, a corrida traz uma série de benefícios para a saúde. 

Embora pareça uma atividade simples, correr requer um preparo adequado para que o resultado almejado seja alcançado, habilitando o corpo para suportar todo o impacto proporcionado pelo exercício. Marcado pela repetição de movimentos, caso estes sejam executados de maneira equivocada, podem levar à lesão do lugar que receberá o impacto regular. É preciso ter precaução para adaptar o corpo a uma função que ele possa não estar preparado. 

Além de dominar a técnica exigida para a prática da corrida, é também fundamental aprimorar aspectos como resistência, estabilidade e coordenação, para chegar a um melhor desempenho geral. Para aperfeiçoar o treino com essa finalidade, investir em uma atividade complementar pode ser a melhor pedida. 

Evoluindo com a ajuda do Pilates

Seja iniciante ou atleta acostumado a maratonas, qual corredor não gostaria de elevar seu nível?

Atividade completa e cada vez mais utilizada por praticantes de diversas modalidades para potencializar seus desempenhos esportivos, o Pilates contribui diretamente para o desenvolvimento de corredores – amadores ou profissionais – por meio do fortalecimento de músculos fundamentais e do aprimoramento do condicionamento físico. 

O trabalho do método em conjunto com a corrida gera uma série de resultados positivos, diminuindo desequilíbrios musculares, prevenindo lesões e aumentando a resistência, com impactos notáveis no rendimento. 

O treino voltado para quem corre, assim como os demais, deve ser realizado de acordo com os princípios básicos do Pilates: fluidez do movimento, centro de força, concentração, precisão, controle e respiração. 

Para que as necessidades e os objetivos de cada aluno sejam atendidos, cabe ao professor fazer uma avaliação completa de suas forças, fraquezas e particularidades, elaborando programas de treinamento específicos para cada um. Este acompanhamento profissional é fundamental para a evolução de qualquer praticante. 

Uma vez definidos os exercícios que serão abordados na aula, o aluno poderá desfrutar de uma série de benefícios que o Pilates oferece para potencializar o rendimento de quem deseja iniciar ou evoluir na corrida. Confira a seguir algumas dessas vantagens!

Melhora o equilíbrio

Para que os movimentos sejam executados de forma harmoniosa, os músculos precisam ser acionados de maneira equilibrada, evitando sobrecarga em certas regiões do corpo. Caso um grupo muscular seja mais requisitado do que os demais, pode ocasionar fadiga, levando a lesões e a uma queda no desempenho. 

Por realizar um trabalho de fortalecimento do nosso core, formado por músculos do abdômen, do assoalho pélvico e da lombar, o Pilates ajuda a estabilizar o nosso corpo durante qualquer movimento. 

Aumento a flexibilidade

Outra vantagem promovida pelo Pilates é o ganho em flexibilidade, que torna os movimentos mais amplos e eficazes, melhorando o alongamento e a mobilidade articular, levando a um menor gasto energético e a uma passada de maior qualidade. 

Este aumento da flexibilidade também oferece outros benefícios, como a diminuição do índice de lesões e dores, a melhora da coordenação e o aumento da sensação de relaxamento muscular. 

Com músculos mais flexíveis, as atividades tornam-se menos cansativas, provocando menos fadiga. A melhora da circulação também é percebida.

Previne lesões

Qualquer atividade física requer um preparo prévio do corpo, para que a prática não seja acompanhada de dores ou lesões. Por exigir movimentos repetitivos e muita força, a corrida pode gerar uma sobrecarga nos músculos, nas articulações e nos ligamentos, quadro que pode ser agravado se aliado a uma postura incorreta durante a prática. 

Por meio de movimentos precisos, o Pilates ajuda a fortalecê-los, oferecendo maior segurança para a mobilidade do corredor. Por contar com um desgaste muscular menor em seus exercícios, o método promove um aumento na potência e na resistência muscular. 

Além de ajudar na diminuição dos riscos de danos, o Pilates também é um grande aliado na recuperação de lesões, sendo uma ótima alternativa para tratar dores lombares, estiramentos, lesões de ligamentos, entre outras. 

Desperta a concentração

Durante as aulas de Pilates, o aluno deve sempre focar no que está fazendo, concentrando-se integralmente em cada movimento executado. Este fator, tão primordial ao método, ajuda a evitar distrações e a deixar o indivíduo sempre atento ao presente momento, o que pode ser um diferencial para quem vai correr, já que o foco ajuda a elevar a força mental, reduzindo a ansiedade. 

Desenvolve o condicionamento muscular

O fortalecimento muscular é indispensável para que todo corredor alcance seu potencial, ajudando a absorver o impacto regular das passadas e deixando o corpo mais resistente aos treinos diários ou às competições mais longas. 

Músculos e articulações mais fortes retardam a fadiga e geram economia de corrida, fator determinante para quem corre, que envolve a capacidade de aumentar a velocidade gerando menor desgaste. Com o Pilates, o fortalecimento muscular é alcançado sem grande aumento da massa, preservando a leveza dos movimentos do corredor. 

Um bom condicionamento também ajuda a aliviar e a combater dores e lesões, como canelites, tendinites, fascites, dores no quadril, cãibras e distensões musculares.

Melhora a respiração 

Em atividades que exigem grande esforço, como a corrida, ter uma boa respiração está estreitamente ligada a um grande rendimento. Um dos princípios básicos do Pilates, a respiração costuma ser mais longa, profunda e suave durante os exercícios do método, expandindo a caixa torácica do praticante e melhorando com isso sua capacidade pulmonar.

Associado à corrida, este ganho pode fazer uma grande diferença. O método condiciona o indivíduo a respirar melhor, fazendo com que mais oxigênio chegue aos músculos durante a atividade, produzindo mais energia e aumentando a resistência aeróbica. 

Aperfeiçoa a postura 

A melhora da postura é um dos principais benefícios para quem pratica Pilates, pois o método trabalha a musculatura central do corpo, fortalecendo-a para oferecer uma melhor sustentação e um melhor alinhamento do tronco, evitando compensações. 

Uma postura ruim gera tensão e rigidez, proporcionando maior gasto energético. 

Amplia a consciência corporal 

Com a coordenação aprimorada, o corredor realizará a atividade de forma controlada, acionando os músculos de forma correta e contando com uma bem-vinda economia de movimento. 

Uma boa consciência corporal permite também que o corredor compreenda melhor seus limites e identifique pontos de melhoria em si, evitando movimentos excessivos que podem levar a um gasto de energia desnecessário. 

Melhora a performance 

Trabalhando com regularidade todos os elementos do Pilates citados anteriormente, os ganhos em desempenho serão notáveis. Com um corpo mais forte, equilibrado, flexível, saudável e alinhado e uma mente igualmente revigorada, o corredor estará apto para aproveitar a atividade em alto nível, melhorando suas marcas. 

Para que todo o potencial do método seja aproveitado, é indispensável a orientação de um profissional na elaboração do treino, suprindo as necessidades do aluno de acordo com suas metas.

Em média, recomenda-se um mínimo de duas a três aulas de Pilates por semana, para que todos os benefícios dessa prática sejam corretamente assimilados e posteriormente aproveitados na corrida. 

Utiliza o Pilates como suporte para a corrida ou para alguma outra atividade complementar, seja como aluno ou instrutor? Conte para a gente sobre a sua experiência! 

, , , , , , , ,
Post anterior
Tratando Escoliose com Gyrotonic
Próximo post
Finalização de aula no Cadillac

Mais Posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This