Menopausa é a época em que a mulher chega ao fim dos ciclos menstruais por um período de 12 meses.

A maioria delas atinge a ápice da menopausa entre 45 e 55 anos de idade. No Brasil a média etária é de 51,2 anos aproximadamente. Sendo que 60% do total estavam na pós-menopausa com 51 anos ou menos.

Fatores

Fatores que fazem com essa fase seja antecipada variam entre tabagismo, obesidade, uso de anticoncepcionais, nutrição, quimioterapia, radioterapia, paridade, bem como as nulíparas.

Sintomas

Os sintomas da menopausa são decorrentes da queda dos níveis de estrogênio. Os sinais clínicos variam entre vasomotor, psicológicos, físicos e urogenitais. Um percentual de 65% dessas mulheres sofrem dos famosos fogachos, ondas de calor; 77% de problemas musculo-articulares; 74,6% depressão e 69,6% de problemas sexuais causando um impacto negativo em suas qualidades de vida.

As mudanças físicas são visíveis, pois há perda significativa da massa muscular, da força e da flexibilidade que são um dos maiores aliados no surgimento de desordens musculoesqueléticas. A tensão arterial causada pela alteração da flexibilidade, fator esse independente para o risco de desordens cardiovasculares, alvo de danos ao órgão e aumento do risco de mortalidade.

Pilates e menopausa

A intervenção do Pilates nesse momento da vida tem provado promover aumento da força muscular e flexibilidade e, além disso, minimizar os efeitos danosos da menopausa. É uma atividade segura, educativa, com baixos riscos de lesão quando conduzida por um instrutor bem preparado e treinado na técnica, aumento a força de centro, core, flexibilidade e força muscular. Tudo isso associado à aquisição de consciência corporal, reeducação e refinamento de movimento.

Para mulheres em condições de lesões e limitações pré-existentes, há ainda o benefício de serem reabilitadas através do Pilates, sendo-lhes devolvida em sua idade madura, muitas vezes, qualidade de vida melhor do que jamais tinham experimentado antes. E para aquelas que foram ativas durante a maior parte de suas vidas férteis, há o ganho na melhora de desempenho em todas as atividades do seu dia a dia.

Outro problema que normalmente surge na pré-menopausa e evolui até o final da vida, é a osteoporose. Essa condição merece muita atenção, pois a maior causa de morte entre idosos está nas fraturas a partir de quedas. As quedas ocasionam fratura, que os levam ao leito e subsequentemente a doenças respiratórias e sistêmicas culminando com a morte.
Tecido ósseo precisa ser estimulado através de movimentos em diferentes direções, em velocidades diferentes em que se surpreende o corpo a fim de encorajar os ossos a se fortalecerem. Como as quedas são muito frequentes e preocupantes, o Pilates tem ênfase em postura, alinhamento e equilíbrio bem como movimentos com integração completa do corpo.

Prevenir a osteoporose bem como tratá-la envolve a necessidade de um programa que vise o fortalecimento das costas (extensão de coluna e estabilidade escapular), bem como fortalecimento de quadris e punhos.

O fortalecimento da coluna torácica, por exemplo, faz com que haja uma melhora no equilíbrio e reduz o risco de queda. Obviamente o controle de centro é fundamental para que conquiste costas fortes, optar por executar mais exercícios de pé, pois assim torna-se o trabalho seja funcional, integrando os pés e adicionando descarga de peso afinal os pés são a base de sustentação do corpo e necessita-se muito desse tipo de trabalho, no momento da vida em que mais se perde equilíbrio.

, , , , , , , , ,
Post anterior
Standing Leg Pump com Selma França
Próximo post
Investigação Científica – Medição da força sobre a Barra do Reformer

Mais Posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This