Gosto muito da letra de uma música de Walter Franco que diz:

“Tudo é uma questão de manter: a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo!”

Sou apaixonada pela coluna vertebral porque ela possibilita uma distribuição de movimentos e de forças adequados, harmonizando o nosso corpo.

Na metodologia do Pilates, a coluna é fundamental para um movimento bem distribuído e fluido.

São as características das articulações de cada região da coluna, que facilitam ou dificultam os movimentos; também são responsáveis pelas patologias comuns, tais como escolioses, cifoses, hérnias de disco e osteoporose, por exemplo.

Os movimentos executados corretamente em vários planos e muitas vezes ao mesmo tempo, é que determinarão uma coluna fisiologicamente saudável. Como Instrutores de Pilates, devemos ensinar inicialmente, movimentos simples para respeitar as amplitudes de cada região da coluna. Na sequência passamos para movimentos mais complexos e combinados, que garantirão, não só a saúde, mas também a segmentação de cada região da coluna vertebral. Isto feito, certamente a musculatura paravertebral manter-se-a forte, nutrida e as dores musculares não terão lugar.

Nas fotos abaixo e no vídeo, demonstro alguns movimentos realizados no equipamento Trapézio ou Cadilac, que permitem maior articulação da coluna em múltiplos planos de movimento.

O exercício chama-se Seated Push Through, que é um dos meus preferidos!

 

, , ,
Post anterior
Como se tornar um excelente instrutor de Pilates
Próximo post
Pioneiros da Educação Somática no Brasil

Mais Posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu

Pin It on Pinterest

Share This