Qual escolher: Pilates ou musculação?

A verdade é que a escolha de Pilates ou musculação não é nada fácil. À primeira vista parece que as duas modalidades nada têm em comum. Ou você pensa que um praticante de Pilates consegue músculos definidos e hipertrofiados da mesma forma que um praticante de musculação?

Não exatamente, mas isso não significa que as duas modalidades não sejam compatíveis. Quem está pensando se deve fazer Pilates ou musculação precisa começar entendendo as diferenças entre cada um deles. É exatamente por aí que iniciaremos esse artigo, preparado para aprender?

Musculação: foco em partes do corpo isolada

Quem começa a praticar musculação passa por uma avaliação e logo recebe um plano de treinos. Exercícios para bíceps, tríceps, quadríceps, glúteos entre outros estão nesse plano. Além dos movimentos focados, é muito comum ter um dia para cada região do corpo, como um dia para treinar costas, outro inferiores e outro superiores. 

Os exercícios de musculação trabalham com variação de alguns fatores para conseguir o ganho de massa muscular:

  • Carga; 
  • Tempo de contração; 
  • Velocidade;
  • Amplitude de movimento.

Uma das principais características da musculação é o uso de equipamentos ou pesos livres para seus exercícios. Cada um deles é desenvolvido para trabalhar um grupo muscular específico. Ou seja, em um exercício de tríceps a ativação muscular em outras regiões será mínima. 

Os objetivos de praticantes de musculação podem variar. Alguns utilizam a modalidade para melhora de desempenho, outros para fins estéticos de hipertrofia. Além disso, os exercícios podem ser adaptados para todos os níveis de praticantes, desde iniciantes até avançados. 

Pilates: exercícios globais e variados

Ao contrário da musculação, o Pilates possui exercícios globais que trabalham todo ou quase todo corpo. Além disso, os movimentos utilizados no Método geram a ativação do Power House, um conjunto muscular no centro do corpo. 

Seus exercícios utilizam os equipamentos criados por Joseph Pilates, além de alguns acessórios. Entre eles destacam-se o Reformer, Chair, Cadillac e Barrell. As possibilidades de movimentos e variações são quase infinitas. 

Além disso, ainda é possível realizar os exercícios de Pilates sem qualquer equipamento. Essa variação é chamada de Mat Pilates e possui resultados tão eficientes quanto os realizados em equipamentos. 

Qual escolher: Pilates ou musculação?

Muita gente fica em dúvida na hora de escolher Pilates ou musculação e o primeiro passo para encontrar sua resposta está no objetivo. Ambas as modalidades são benéficas, afinal de contas, qualquer movimento ajuda o corpo a se reequilibrar e tornar-se mais forte e móvel. 

No entanto, as duas trabalham com objetivos distintos e não é possível pensar que uma pode substituir a outra. O Pilates, por exemplo, consegue melhorar a postura, aliviar dores musculares e até tratar patologias. 

Já a musculação facilita o ganho de massa magra em um período de tempo menor. Apesar de o Pilates também fortalecer musculaturas, o ganho não é tão visível no mesmo período de tempo que ocorre na musculação. 

A melhor consideração na hora de escolher ou recomendar um exercício físico é pensar primeiro em onde você quer chegar. Quem deseja um corpo definido ou hipertrofia geralmente opta por musculação. Já quem procura um exercício global, que ajude na respiração, postura e outros processos do corpo costuma ir para o Pilates. 

Benefícios do Pilates para a massa muscular

Quer dizer que o Pilates é inútil para o fortalecimento muscular? Claro que não! Cada exercício é feito com carga, seja ela o peso do corpo ou a resistência imposta pelas molas. Como resultado, os músculos envolvidos também conseguem ficar mais fortes. 

A grande diferença é que o Pilates não gera o mesmo tipo de definição muscular que a musculação a curto prazo. A longo prazo o aluno até consegue ficar com o corpo bem mais definido, apesar de não conseguir chegar à hipertrofia sem uma combinação de modalidades. 

Outra ideia: combinar Pilates e musculação

Nem sempre é preciso escolher entre Pilates ou musculação. É possível trazer todos os benefícios do Pilates para quem treina na academia e vice versa. Basta combiná-los!

Ao contrário do que muitos pensam, as duas modalidades são completamente compatíveis. O Pilates previne lesões e ajuda alunos de musculação a conseguirem maior rendimento. A musculação proporciona maior força muscular e definição para quem está praticando o Método. Todos saem ganhando! 

, , ,
Post anterior
Pilates emagrece?
Próximo post
Pilates kids: conheça essa nova tendência

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu