Enriqueça seus conhecimentos sobre CoreAlign

Sabemos que a maioria dos instrutores que procuram conhecer o CoreAlign advém do Pilates. A sincronia entre as duas técnicas é inegável: é possível aplicar todos os princípios do Pilates nas aulas de CoreAlign, assim como os conhecimentos adquiridos com este também agregarão valor às aulas de Pilates.

O fisioterapeuta Jonathan Hoffman, criador do método, tem como suas marcas registradas a simplicidade e a diversão,  o que confere leveza à técnica. Isso se reflete em cada aula e na satisfação de quem pratica CoreAlign. Hoffman nos ensinou a olhar questões referentes a desvios posturais sob um prisma diferente e encantador. O instrutor do método irá adquirir conhecimento teórico e prático durante a sua formação, que será alicerce para elaborar aulas com qualidade técnica adequada aos mais diversos perfis de clientes.

Quando nos deparamos com um aluno com dor em determinada articulação ou parte do corpo, nosso primeiro ímpeto é minimizar este quadro. A pergunta subsequente é como. Nosso raciocínio deve residir na causa, para encontrarmos a solução. Jonathan considera que a maior parte dos quadros dolorosos reside na repetição de movimentos (AVDs) do nosso dia a dia executados de forma compensada.

Os exercícios de CoreAlign se apresentam como uma ferramenta valiosa, pois além de exteriorizar as compensações que muitas vezes se encontram mascaradas, nos dá condições de orientar os alunos a corrigir estes movimentos e posicionar suas articulações de maneira optimal.

pelve configura-se como uma das partes mais importantes para a manutenção de uma boa postura, devido ao fato de interferir diretamente entre a parte superior e inferior de nosso corpo. Do seu posicionamento equivocado podem advir inúmeros desconfortos lombares, bem como desalinhamentos dos membros inferiores, que resultam em compensações na  nossa marcha – atividade funcional fundamental para nossa saúde.

Como a posição em pé é o modo preferencial da técnica CoreAlign, benefícios como alinhamentos dos pés, conscientização da necessidade de conectar os joelhos com o movimento dos pés e correto posicionamento da pelve serão desafiados constantemente. Daí a possibilidade de inúmeras combinações que o repertório de exercícios oferece para elaborarmos aulas vigorosas e divertidas que reabilitarão a marcha, otimizarão a postura, além de proporcionar gasto calórico significativo. Vale a pena conferir.

Por: Claudia Muraguti
Para: Revista + Q Pilates

, , , ,
Post anterior
Pediatras lançam guia para promover atividade física a crianças e adolescentes
Próximo post
Diástase Abdominal: uma disfunção preocupante

Posts Relacionados

Pilates e danca no Brasil

O Pilates e a Dança no Brasil

Muitos conhecem a história de Joseph Pilates, criador do Método Pilates, e de como o seu trabalho de Contrologia começou quando foi exilado no período da I Guerra e trabalhou num hospital com outros exilados e mutilados. Foi neste momento em que o famoso Joseph Pilates iniciou o uso de molas no tratamento médico, o que seria a base para mais tarde o ajudar no desenvolvimento de um sistema de exercícios e equipamentos.

Ler Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu