Benefício x Ênfase: o que é mais importante no Exercício?

Por Georgia Oliveira
Para: Revista +Q Pilates

Em todos estes anos utilizando o movimento como forma de expressão, arte, trabalho e consequentemente saúde, percorri caminhos diversos para compreender o que de fato é importante em cada exercício. Uma das principais ferramentas para o professor de Pilates durante o estudo do movimento, além da prática no próprio corpo, é a “Observação”, do mesmo, nos alunos.

Compreender o foco principal, a “Ênfase do Exercício”, ajuda o professor a otimizar a prática do aluno e a utilizar “incentivos”, através de comandos verbais e táteis, que estimulam o praticante a perceber a importância do aprofundamento do movimento, obtendo assim, os principais “Benefícios” de cada exercício: fortalecimento, alongamento, flexibilidade, equilíbrio, propriocepção, coordenação e tantos outros.

Um dos objetivos fundamentais do método Pilates é proporcionar ao praticante uma evolução no conhecimento do seu corpo, tornando-o mais consciente do quanto precisa se conhecer e se cuidar; ensinando-o a dosar e equilibrar a quantidade de trabalho, lazer, alimentação, sono, cuidados diários e atividade física e a manter um compromisso consigo mesmo para chegar a “Saúde”.

Para isso, o método Pilates utiliza o caminho do “movimento consciente”, através dos seus princípios, para alcançar o “movimento competente inconsciente”, ou seja, tornar a “mecânica” o mais natural e harmônica para que a utilizemos em nossas atividades do dia a dia, possibilitando ao corpo a quantidade necessária de força x flexibilidade para realizar qualquer função, que seja necessária, de forma eficiente e segura.

Considerando que dividimos o corpo em tronco (coluna, cintura escapular e cintura pélvica) e extremidades (membros inferiores e membros superiores), podemos classificar os exercícios em dois grupos: os que mobilizam a coluna e os que estabilizam a coluna, já que levamos em conta, que a organização do movimento deve partir de um tronco estável e flexível.

Dispomos de uma grande quantidade de exercícios no Pilates que envolvem articulação de coluna em flexão, extensão, flexão lateral, rotação e combinações de planos, assim como exercícios, nos quais a coluna se mantém neutra ou estável em qualquer posição mencionada anteriormente. O que de fato é importante para o professor é ensinar para o aluno, quais os caminhos necessários para executar de forma harmônica os movimentos, desenvolvendo uma percepção das articulações envolvidas e grupos musculares agonistas e antagonistas, que trabalham de forma ora concêntrica e ora excêntrica, para mobilizar ou estabilizar.

Costumo utilizar uma metáfora para explicar a importância de conhecer e entender o foco principal de cada exercício, assim como numa frase que precisa ser muito bem construída, para que a mensagem seja passada de forma clara. É necessário escolher as palavras certas para dar o sentido, escrever de forma correta, empregar a pontuação adequada aplicando a entonação essencial, o mesmo acontece no exercício que é composto de algumas fases: posição inicial, movimento (foco) e posição final, e cada uma destas partes é fundamental para uma boa execução.

O que precisamos entender é em que posição cada exercício começa: deitado, sentado, em pé, qual a forma dele, o que de fato é necessário fazer. Uma flexão ou extensão de coluna? Como as extremidades ficam durante o movimento do tronco: alinhadas ou se movem? Qual espaço meu corpo vai ocupar? Em quanto tempo? Como ele termina?

Todas estas perguntas são fundamentais para alcançar a “Ênfase” compreendendo profundamente cada movimento, executando de forma natural e tendo como conseqüência o melhor da cada exercício – o seu “Benefício”.

Imagem: Balanced Body
Link origina: http://bit.ly/2vwy1zA

, ,
Post anterior
Diástase Abdominal: uma disfunção preocupante
Próximo post
Você já ouviu falar em Tremor Ortostático?

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu